18.05.2019 | 07h55


PODÓLATRAS

Por que as pessoas têm fetiches por pés ? especialistas respondem

A teoria de Freud diz que a criança começa a explorar o corpo dela pelo corpo dos pais. E essa exploração começa de baixo para cima.



Você pode até achar o seu pé feio, mas com certeza alguém deve achá-lo muito sensual. De acordo com a sexóloga Vanessa Inhesta, a podolatria, parafilia em que a pessoa obtém prazer por meio de interação com pés, é um fetiche mais comum do que você imagina. "É um dos mais populares, junto com o uso de salto alto", diz a especialista de São Paulo (SP).

E tem gosto para tudo: há quem curta os gordinhos, os magrelos, com dedos compridos, dedos curtos, com unhas pintadas e ao natural. "Depende de cada pessoa. Tem, também, os fãs de pés sujos e com cheiro de chulé", afirma Vanessa.

Mesmo que seja um fetiche comum, adeptos da podolatria costumam não deixar tão clara essa fixação. "O pessoal acha esquisito, já fala que sou o 'cara que gosta de pés'", fala o publicitário Tulio Souza, 37, de São Paulo (SP). A Universa, então, foi perguntar para especialistas e fetichistas o que faz uma pessoa ter desejo por pés.

Como surge o fetiche? Freud explica

Segundo Vanessa, a maior parte dos podólatras são homens. O analista de marketing Renan Ricci, 27, de São Paulo (SP), é um deles. Ele tinha 7 anos quando começou a reparar nos pés das coleguinhas de escola. "Mas sem nenhum tipo de sexualização. Depois, percebi que eu me atraía por meninas com pés que eu considerava bonitos e que tinham pés bem cuidados", diz. Com Tulio não foi diferente. "Lembro que, na aula de educação física, era meio inconsciente eu olhar para os pés das meninas quando elas tiravam os tênis", fala o publicitário.

O psicólogo especializado em gênero e sexualidade Breno Rosostolato afirma que o desejo por pés começa durante a infância, mas ainda sem conotação sexual. "A teoria de Freud diz que a criança começa a explorar o corpo dela pelo corpo dos pais. E essa exploração começa de baixo para cima, já que o bebê ainda é pequeno e é o que está no campo de visão dele. Em algum momento, essa criança achou um pé atraente e criou uma fixação que fica no subconsciente dela. A 'lembrança' vem à tona no despertar sexual da pessoa", diz o especialista.

Como eles incluem os pés na relação sexual?

Vanessa Inhesta diz que há muitas possibilidades para incluir os pés em uma relação sexual. Tulio, por exemplo, gosta de fazer sexo em posições em que os pés da parceira ficam perto do rosto dele, assim como usá-los durante a masturbação. Renan gosta mais de olhá-los e beijá-los.

"Às vezes, não é preciso ter a penetração. Os podólatras gostam de ver os pés, massageá-los, beijá-los e lambê-los", fala Vanessa. "Em alguns casos, os adeptos do fetiche procuram outros pés para interagir. Não é que eles estejam sendo infiéis, eles só querem outros membros para cheirar e massagear."

E há muitos perfis de Instagram em que os pés são os protagonistas das imagens. "Eles chegam a pagar por pacotes de imagens de pés de desconhecidas, assim como sapatilhas e meias usadas", diz a sexóloga.

O que é atraente para podólatras?

Renan diz que não consegue se relacionar com mulheres que têm pés feios. "Tive uma ex-namorada que evitava até a tirar a meia dela", fala. O analista também conta que costuma dar nota para os membros das meninas que conhece. "Uma vez, espalharam isso na empresa em que eu trabalhava e as minhas colegas me mostravam os pés para eu avaliar", diz.

Breno Rosostolato fala que o que difere um podólatra de um submisso, que gosta de ser pisado, é essa ligação com a estética. "O pé considerado bonito, que tenha um cheiro que lhe agrade, é o que chama a atenção do podólatra", fala o psicólogo. "Ele gosta do odor, da sensação e da textura do pé durante a relação sexual."

Unhas pintadas em cores escuras, que evidenciem a limpeza, também são os favoritos pelos podólatras. "E eles preferem os pés com mais curvas, mas todos os tipos têm seus fãs", diz Vanessa Inhesta.

Um pé bonito fez Renan adiar o término com uma ex-companheira. "O pé da minha noiva era o mais bonito que eu já vi, tanto que noivei com ela. Teve um momento que o relacionamento nem estava mais indo tão bem, mas enrolei por seis meses antes de terminar com ela por causa dos pés."











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Marco Antônio Holetz Ferreira  17.07.19 12h28
Sou podolatra desde sempre, e para ser bem sincero, ganho até dinheiro com produções de videos de podolatria. Podolatria hoje em dia virou mais comercio do que fetiche

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER