29.05.2020 | 14h53


VARIEDADES / MUNDO

Pombo é preso na Índia suspeito de espionar para o arquirrival

A ave, achada no domingo (24/5) por moradores, estava marcada com tinta rosa nas penas e tinha um anel codificado preso em um dois pés



A polícia de Manyari (Índia) prendeu um pombo suspeito de espionar para o vizinho e arquirrival Paquistão. A ave, achada no domingo (24/5) por moradores, estava marcada com tinta rosa nas penas e tinha um anel codificado preso em um dois pés. Imediatamente o pombo foi entregue à polícia local.

A localidade indiana fica na tensa área de fronteira na Cachemira disputada com o Paquistão desde a independência da Índia, em 1947, quando a região foi dividida entre hindus e muçulmanos.

"O pombo, suspeito de ter sido treinado no Paquistão para espionagem, tinha um anel com letras e números escritos nele", disse uma fonte policial ao "Times of India". "Embora as aves não tenham fronteiras e muitas voem através das fronteiras internacionais durante a migração, um anel codificado no corpo do pombo capturado é motivo de preocupação, pois as aves migratórias não têm essas coisas", acrescentou.

O caso é incomum, mas não inédito. Em 2016, no estado de Punjab (Índia), uma ave foi interceptada pela polícia próxima da fronteira com o Paquistão. O pássaro carregava uma mensagem que ameaçava o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi. No ano anterior, outra ave fora capturada na região com uma "mensagem carimbada".











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO