18.02.2011 | 09h28


VARIEDADES

Novos genéricos para Aids, cêncer e hepatite B são aprovados pela Anvisa



DA REDAÇÃO 09H21

Cinco novos medicamentos genéricos utilizados para doenças como Aids, mal de Parkinson, hepatite B e câncer devem chegar em breve ao mercado. A autorização foi anunciada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os genéricos aprovados são dacarbazina, usada contra o câncer; a entacapona, utilizada no tratamento do mal de Parkinson; a rosuvastina cálcica, para diminuir o colesterol; a quetiapina, prescrita em casos de esquizofrenia e o tenofovir, contra aids e hepatite B.

Com a liberação, o Ministério da Saúde inicia a produção de 9 milhões de comprimidos do genérico do tenofovir, fabricados pela Fundação Ezequiel Dias (Funed). Em torno de 64 mil pessoas com Aids utilizam o medicamento no país. O ministério prevê ainda uma economia de R$ 80 milhões por ano.

Os genéricos são mais baratos que os remédios de marca em pelos menos 35%. Eles possuem o mesmo princípio ativo do medicamento de referência, inclusive dose e fórmula farmacêutica.

Nos últimos nove anos, a agência reguladora autorizou, em média, 300 registros de genéricos por ano.

Dados divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos) apontam que o mercado desses medicamentos obteve um crescimento de 33% no ano passado, quando foram comercializadas 444,3 milhões de unidades. Para este ano, a expectativa da associação é de crescimento superior a 25% caso a economia mantenha o mesmo ritmo de crescimento.

Com Agência Brasil











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO