20.09.2019 | 10h59


EX FICOU COM R$ 25 MILHÕES

Justiça nega recurso de filhas de Marcos Paulo contra Fontenelle

Antônia foi reconhecida, também por unanimidade, como companheira, e, portanto, beneficiária da herança deixada por Marcos Paulo.



Foi publicado no Diário Oficial desta sexta-feira (20) a decisão de um recurso judicial das filhas do ex diretor Marcos Paulo, Mariana Sochaczewski e Giulia Costa, que questionava a decisão de dar à viúva do diretor, a apresentadora Antônia Fontenelle, 50% do patrimônio deixado por ele. Na quarta-feira (18), a Justiça negou o recurso por unanimidade, com 3 votos a 0, ressaltando que não foram adicionados aos autos novos fundamentos nem foram indicados qualquer falha de procedimento ou erro de julgamento para que a decisão anterior fosse revista.

Em julho, depois de uma batalha judicial que se arrastou por sete anos, Antônia foi reconhecida, também por unanimidade, como companheira, e, portanto, beneficiária da herança deixada por Marcos Paulo. Na época, Mariana, que é filha do ex diretor com a atriz Renata Sorrah, e Giulia, fruto do relacionamento dele com a também atriz Flávia Alessandra, disseram, por meio de seus advogados, reconhecer a decisão da Justiça, o que era um desejo do pai, e informaram que não pretendiam recorrer da mesma. Entretanto, elas discordaram do percentual destinado à ex mulher do pai e decidiram pelo novo recurso.

Calcula-se que o valor guardado em contas no Banco do Brasil, Santander e em bancos nos Estados Unidos, referente ao espólio do ex diretor, seja algo em torno de 50 milhões de reais, e Antônia deve ter direito a 25 milhões. Contudo, a defesa da apresentadora teme que a divisão da herança se arraste por muitos meses, sendo postergada o máximo possível pelo inventariante João Paulo Lins e Silva, que tem uma rixa pública e antiga com a viúva de Marcos Paulo.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER