16.07.2019 | 15h06


'ME DESCULPEM'

Jornalista cadeirante da Globo é humilhada e abandona reportagem

O famoso jornal matinal de todos os paulistanos, o Bom Dia São Paulo exibido na Globo chamou atenção dos telespectadores na manhã desta terça-feira (16).



A apresentadora e jornalista da Globo, Gloria Vanique, 43 anos, que faz parte da bancada do “Bom Dia São Paulo” junto com o também jornalista Rodrigo Bocardi surpreendeu os telespectadores ao mostrar uma cena um tanto chocante durante o jornal na manhã desta terça-feira, 16 de julho. Isso porque, uma repórter acabou pedindo desculpas durante o programa O motivo? Flávia Cintra não conseguiu terminar uma matéria que estava sendo exibida ao vivo.

A repórter do Bom Dia São Paulo, da Globo, pediu desculpas para Gloria Vanique e Sabina Simonato por não terminar a reportagem que estava fazendo na capital paulista, por falta de acessibilidade, pois Flávia Cintra é cadeirante e onde estava não apresentava nenhuma estrutura para que conseguisse se locomover. A jornalista demorou para embarcar em um ônibus e depois não conseguiu atravessar uma calçada estreita e esburacada. Mesmo não conseguindo terminar a matéria, no fim da edição do jornal, ela fez questão de deixar clara sua frustração.

O objetivo da reportagem exibida hoje no quadro ‘Anda SP’ era mostrar a realidade de uma cadeirante, como a jornalista do Bom Dia São Paulo, Flávia Cintra. Durante o jornal da Globo ela apresentava o trajeto para a Zona Cerealista, no centro da cidade, local que é muito conhecido por ter vendas de produtos a granel com preços bem abaixo do que os mercados. Mesmo com a repórter fazendo sinal para que o ônibus parasse para que ela conseguisse embarcar, um motorista quase não parou. Ela perguntou se poderia entrar, mas para a surpresa de todos os telespectadores ele explicou que o veículo estava muito cheio, e a aconselhou a esperar o próximo.

A apresentadora da Globo, Gloria Vanique fez questão de mostrar a sua indignação com a situação que sua colega do Bom Dia São Paulo estava passando. “Você está nesse ponto desde o começo do jornal, desde as 6h, deu prioridade para outra cadeirante [embarcar], mas em mais de uma hora você não conseguiu embarcar. Isso é um absurdo”, disse a âncora. “É, está difícil. Alguns ônibus não têm acessibilidade, ou não param. Nesse último que mostramos ao vivo, o motorista educadamente sugeriu para aguardar por outro”, respondeu a repórter, sem graça.

A repórter ainda falou o quanto estava triste por não conseguir acabar sua reportagem. “Estou muito chateada porque o jornal está acabando e eu não vou conseguir cumprir a minha promessa de mostrar a Zona Cerealista. Vocês me desculpam?”, perguntou a jornalista da Globo. “Você está mais que desculpada, Flávia! O que a gente não desculpa é a condição dessa cidade, que é super inacessível para as pessoas cadeirantes”, respondeu a apresentadora do Bom Dia São Paulo, da Globo, Gloria Vanique.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER