26.02.2020 | 11h08


VARIEDADES / CASO DE POLÍCIA

"Fui estuprada, drogada e sequestrada”, diz cantora



Famosa por interpretar a música Mercy , a cantora Duffy, de 35 anos, atualizou sua conta do Instagram, na última terça-feira (25), com um texto esclarecendo o motivo de ter ficado afastada da mídia por tantos anos. 

"Fui estuprada, drogada e mantida em cativeiro por vários dias”, contou a cantora em publicação na rede social. Sem apontar um responsável pelos crimes, Duffy declarou que é "emocionante e libertador" poder compartilhar o ocorrido, já que não há "forma tranquila" de lidar com o assunto.

“Nos milhares de dias da última década eu me comprometi a voltar a desejar a luz em meu coração novamente. O sol agora brilha”, escreveu ela no Instagram .

2oqqkzfvio5oj2yik8n74h4k7.jpg

 Duffy

“Por que não decidi usar minha voz para expressar minha dor? Não queria mostrar ao mundo a dor em meus olhos. Eu me perguntei: como posso cantar do fundo do coração se ele está partido?”, questionou.

A artista finalizou tranquilizando seus seguidores, dizendo que está segura, bem e que responderá mais perguntas em entrevistas marcadas para os próximos dias. “Peço que entendam que esta é uma decisão para mim mesma, e não quero que invadam a privacidade da minha família. Por favor, preciso de apoio para fazer disto uma experiência positiva”.

A cantora atingiu seu auge em 2008 com a música Mercy . O sucesso foi tão grande que seu álbum "Rockferry" ganhou o Grammy de 2009 como Melhor Álbum. 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO