22.05.2020 | 14h46


VARIEDADES / EQUILIBRE-SE

Excesso de exercícios físicos salienta rugas e envelhece a pele

Durante modalidades de alta intensidade, são liberados radicais livres, resíduo da queima de oxigênio que acelera o envelhecimento da pele



Os exercícios aeróbicos (corrida, ciclismo, dança e natação) são excelentes para a saúde em geral. Melhoram o condicionamento físico e o humor, além de reduzir o risco de problemas como hipertensão, diabetes e depressão. Mas, a prática excessiva pode trazer malefícios a um órgão em específico: a pele.

Esse tipo de exercício usa oxigênio para gerar a energia que os músculos necessitam. Durante esse processo, o organismo libera radicais livres, uma espécie de resíduo da queima de oxigênio que agride o DNA e acelera o envelhecimento.

Mas, esse problema só acontece quando você faz muito exercício aeróbico, ou seja, diversos treinos semanais com mais de uma hora de duração. Dessa maneira, o número de radicais livres é muito maior do que o corpo é capaz de administrar, e eles acabam danificando as células.

Fora isso, exercícios vigorosos diminuem a vida útil da toxina botulínica, o famoso botox.

“A prática intensa de atividades físicas e o uso de anabolizantes diminuem a durabilidade da toxina. Dietas muito restritivas, pobres em ferro e zinco, também reduzem os efeitos do procedimento”, revela a dermatologista Cynthia Dias.

Como combater os radicais livres

Naturalmente, o corpo humano queima oxigênio e produz radicais livres. Para neutralizar esses agressores, há antioxidantes circulando pelo organismo. Mas, se quiser equilibrar a produção desses agentes nocivos e evitar o risco de danos às células, limite as atividades aeróbicas a quatro vezes semanais, com até 60 minutos de duração cada.

 

Nos outros dias, opte por modalidades de fortalecimento, como musculação e pilates.

Caso seja “a louca do aeróbio”, procure compensar os efeitos desse tipo de exercício na pele consumindo alimentos de ação antioxidante. Vale apostar em peixes, cenoura, mamão, espinafre, brócolis, castanhas, acerola, abacaxi, laranja, limão e açaí.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO