27.06.2016 | 13h54


REI DO POP

Detetives acreditam que Michael Jackson molestou seus sobrinhos, diz jornal

Familiares do músico saíram em sua defesa na semana passada, quando sua morte completou 7 anos



Foram reveladas novas informações das investigações realizadas contra o cantor Michael Jackson (1958-2009) em 2003. De acordo com apurações feitas por repórteres do jornal New York Daily Post, um detetive responsável pelo caso afirmou que havia a suspeita de que o astro teria abusado de alguns de seus sobrinhos. Segundo a fonte anônima, Jackson teria silenciado as crianças com presentes e ameaças.  O detetive falou sobre um encontro que teve com um dos jovens, em que os suspostos abusos não foram negados.

“Chegamos a conversar com um dos sobrinhos. Quando ele completou 18 anos ganhou um carro e viagens do Michael, mas mesmo assim quase o denunciou. Quando perguntamos se algo havia ocorrido, ele não negou, mas disse que não gostaria de falar mais sobre o tio”, contou o investigador. Em 2005, Jackson foi inocentado em julgamento no qual era acusado de abusar de um menor de idade por falta de provas.

Na última semana, quando a morte de Jackson completou sete anos, vários de seus familiares publicaram homenagens nas redes sociais. As informações recentes de que a polícia teria encontrado fotos de crianças nuas na casa do músico também foram citadas por seus parentes. Irmã mais velha de Michael, La Toya Jackson pediu que as pessoas deixassem o cantor descansar em paz. Filha de Jackson, a jovem Paris Jackson publicou uma montagem com fotos do pai no Instagram e disse que o defenderia enquanto estivesse viva.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO