10.11.2019 | 07h55


LONGEVIDADE

Correr melhora a expectativa de vida independente da distância

Os cientistas também apontam que correr apenas uma vez por semana, ou por 50 minutos por semana, já reduz o risco de morte



Os benefícios da corrida são inúmeros: a modalidade reduz o risco de problemas como obesidade, pressão alta, colesterol alto, incapacidade, diabetes tipo 2 e doenças cardíacas. Mas agora,um novo estudo publicado no British Journal of Sports Medicine, sugere que a prática também pode reduzir o risco de morte — e você não precisa correr rápido ou longas distâncias para colher os benefícios.

Como o estudo foi feito

O estudo é uma revisão que avaliou resultados de 14 pesquisas individuais sobre a associação entre corrida e o risco de morte por causas diversas.

A amostra agrupada incluiu mais de 230.000 participantes, 10% dos quais eram corredores. Os estudos acompanharam a saúde dos participantes entre 5,5 e 35 anos. Durante esse período, 25.951 dos participantes morreram.

Após reunir os dados de todos os participantes, os pesquisadores concluíram que os corredores tinham um risco 27% menor de morrer durante o período do estudo por qualquer causa, em comparação com quem não praticava o esporte.

Especificamente, a corrida foi associada a um risco 30 por cento menor de morte por doença cardíaca e a 23 por cento menor risco de morte por câncer

Distância

Os cientistas também apontam que correr apenas uma vez por semana, ou por 50 minutos por semana, já reduz o risco de morte. Os benefícios não parecem aumentar ou diminuir com maiores quantidades de corrida.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO