15.08.2019 | 09h11


LUTADOR DE MMA

Conor McGregor agride idoso que recusa dose de whisky em pub

Ex-campeão peso-pena e peso-leve do UFC se envolve em confusão em pub na capital irlandesa e é retirado do local por seguranças. Imagens mostram lutador dando um soco na cabeça do homem



Conor McGregor se envolveu em mais uma confusão. O ex-campeão peso-pena e peso-leve do UFC agrediu um homem, aparentemente idoso, no "The Marble Arch Pub" em Dublin, capital da Irlanda, aparentemente sem razão específica. Após a agressão, o lutador foi retirado do local por seguranças, enquanto o homem agredido aparentava não ter reação ao soco recebido na cabeça. O fato ocorreu no dia 6 de abril, mas as imagens só foram divulgadas nesta quinta-feira.

Imagens divulgadas pelo site "TMZ Sports" mostram McGregor entrando no estabelecimento e oferecendo doses grátis de seu whisky, da marca "Proper 12". Segundo o site, o agredido não teria aceito a oferta. McGregor colocou por duas vezes o copo na frente do homem, que recusou ambas as vezes, afastando o copo e pondo-o no balcão. Irritado - não é possível ver se houve alguma troca de palavras ou discussão - o lutador fez menção de estar cantando e gesticulando e, de repente, acertou um soco de esquerda na cabeça do idoso quando este olhava para o outro lado. O homem não teve qualquer reação. Em segundos, McGregor é retirado do local enquanto o agredido mantém-se imóvel no balcão do bar.

Não houve nenhum pronunciamento do UFC ou de Conor McGregor sobre o ocorrido até o momento. O lutador não tem nenhuma luta agendada no momento.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Enquete

ABUSO DE AUTORIDADE

Você concorda com aprovação da Lei para punir juízes?

Concordo: MP e Juízes erram muito e prejudicam pessoas de bem

Não concordo. A aprovação da lei é que é um abuso

Bolsonaro deveria vetar a lei

Bolsonaro deve sancionar a lei

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER