31.03.2020 | 08h51


VARIEDADES / SAÚDE E BEM ESTAR

Conheça exercícios físicos para reforçar a imunidade em casa

Rodrigo Sangion, personal trainer de famosos e dono da academia Les Cinq Gym, de São Paulo, diz como deve ser o treino em tempos de coronavírus, quando a imunidade é colocada em xeque



A pandemia do coronavírus é a grande preocupação de todos no momento. Inclusive daqueles que apostam na atividade física como uma das formas de se levar uma vida saudável. E isso tem a ver, evidentemente, com o reforço do sistema imunológico. Principalmente agora, quando as defesas do organismo podem ser testadas, fazendo com que a Covid-19 passe de algo perigoso para um contratempo, que seu organismo tire de letra, caso você seja contaminado.

A questão é a seguinte: exercícios físicos, como atestam inúmeros estudos, são importantes para fortalecer os linfócitos, que são suas células de defesa. Se você treina regularmente, tem uma alimentação regrada e cheia de bons nutrientes, as chances de grandes apuros, caso seja pego pelo novo coronavírus, são menores. Já que ele faz mais estrago em organismos vulneráveis e debilitados. Pois bem, parar de treinar agora parece não ser a melhor saída. Sabemos que a ordem é deixar sua casa apenas em casos de necessidade extrema e frequentar uma academia não faz parte desse plano. Mesmo assim, você precisa se mexer de alguma forma, pensando na imunidade.
Assim, a alternativa é treinar em casa.

Agora, mesmo exercitando-se na sala ou no quarto, é importante garantir que isso faça algum sentido em tempos de coronavírus. A hora não é mais de pensar em resultado – emagrecimento ou aumento da massa muscular, por exemplo. Mas, sim, em preservar, o máximo possível, o que você ganhou na academia e, principalmente, focar no sistema imunológico. Não é o momento de levar o seu esforço ao limite máximo, como sempre prego. É preciso fazer o suficiente para que a imunidade seja reforçada, sem sobrecarregar o organismo.

A solução, portanto, seria adotar uma rotina de exercícios moderados e que, ao mesmo tempo, mexa com o seu sistema cardiorrespiratório, do qual faz parte o pulmão, a maior vítima do coronavírus. Se você reservar cerca de 30 minutos do dia para o programa de exercícios, pelo menos três vezes na semana, está de bom tamanho. E o que fazer em meia hora? Sugiro algo simples, que caiba em pouco espaço e que, além de mexer com a musculatura, turbine o sistema cardiorrespiratório.

Sabe todos aqueles exercícios que você costuma fazer na academia e que dispensam o uso de acessórios? Estou falando de abdominais, flexões de braços e agachamentos, entre outros. Faça de  dez a doze repetições de cada um desses exercícios na sequência. Descanse apenas quando sentir que não dá mais para executá-los corretamente e o fôlego ameaça falhar. Assim que sentir-se confortável novamente, repita a sequência. Tudo isso até completar 30 minutos. Caso tenha uma esteira, bike estacionária ou corda em casa, você também pode usá-los nesse circuito. Tudo muito simples e com a certeza de que vai fazer bem ao seu organismo.

Importante: você só deve exercitar-se caso se sinta disposto. Se tiver qualquer sintoma de gripe ou resfriado, algo comum nessa época do ano, fique em repouso. A imunidade precisa focar no seu pronto restabelecimento e a atividade física pode representar, nesse caso, uma sobrecarga extra. No mais, vida que segue. Lembrando que, tão perigoso quanto a Covid-19, é deixar-se levar pelo ócio, que pode desembocar no sedentarismo. E que atividade física também nocauteia o estresse, que entra em cena por causa do coronavírus.

 










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

REMÉDIO POLÊMICO

Você tomaria hidroxicloroquina caso contraísse Covid-19?

Sim. O remédio está no mercado há 70 anos

Não. O remédio não tem comprovação de pesquisa para Covid

Não. Cloroquina é o remédio do Bolsonaro

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO