20.02.2020 | 09h35


VARIEDADES / FOFURA DO DIA

Cão que não anda e pombo que não voa se tornam melhores amigos em abrigo

Herman,a ave tem danos neurológicos que a impedem de alçar voo e Lundy tem dano na medula espinhal.



Uma história de amizade improvável está seduzindo usuários de redes sociais. No abrigo da Mia Foundation, organização de resgate de animais em Rochester (Nova York, EUA), Herman e Bundy se tornaram melhores amigos. Com dois detalhes: Herman é um pombo que não consegue voar, Bundy é um filhote de chihuahua que não pode andar.

Os dois são inseparáveis. Herman foi resgatado um ano atrás em uma concessionária. Ele estava parado havia três dias. Levado ao abrigo, veterinários descobriram que a ave tem danos neurológicos que a impedem de alçar voo. O pombo seria sacrificado, mas Sue Rogers, criadora da fundação, decidiu cuidar dele pessoalmente.

Lundy chegou faz pouco tempo. O cãozinho foi abandonado pelos criadores após não conseguir mexer as patas traseiras. Veterinários acreditam que o problema se deve a dano na medula espinhal.

Herman passa quase todo o dia em um berço, com algumas saídas ao ar livre na tentativa de estimulá-lo a vencer a "depressão". Um dia, Sue teve a ideia de pôr Lundy no berço. Imediatamente, os dois animais se juntaram e ficaram grudados o dia todo.

Imagens dos melhores amigos viralizaram tanto nas redes que o abrigo recebeu mais de US$ 6 mil (R$ 26 mil) em doações.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO