14.01.2020 | 09h24


VARIEDADES / VERGONHA

Brasileiros são acusados de invadir área de Machu Picchu para defecar

“Os turistas estão sendo investigados pelo suposto crime contra o patrimônio cultural”, disse o chefe de polícia de Cusco



Um grupo de seis turistas foi preso no último domingo (12/01/2020) acusado de invadir uma área restrita da cidade de Machu Picchu, danificando o Templo do Sol. Eles são suspeitos de defecarem no local sagrado. Entre eles, há cidadãos do Brasil, França, Chile e Argentina.

Em comunicado oficial, Wilbert Leyva, chefe de polícia de Cusco, afirmou: “Os seis turistas foram detidos e estão sendo investigados pelo Ministério Público pelo suposto crime contra o patrimônio cultural”.

Segundo Levya, as autoridades atestaram “a fissura de um elemento lítico, que caiu de um muro e provocou uma fenda no piso” no Templo do Sol. Somado a isso, material fecal foi encontrado no local.

A direção regional de Cultura de Cusco, região onde Machu Picchu está localizada, aponta isso como evidência de que os turistas defecaram no templo. O grupo era formado por quatro homens e duas mulheres.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO