08.07.2020 | 08h37


VARIEDADES / PREVENIDO

Advogado vai a audiência em tribunal usando vestimenta anticoronavírus

Apesar da estranheza causada em muitos, o advogado não foi repreendido pela juíza que presidia o caso.



Uma sala em tribunal de Miami (Flórida, EUA) parecia que tinha se transformado em uma ala de hospital com pacientes com coronavírus. A cena foi incomum: o advogado criminal Samuel J. Rabin Jr. foi a uma audiência de cliente usando a tradicional vestimenta protetora de médicos e enfermeiros.

Com medo de pegar Covid-19, o advogado cobriu todo o corpo. Samuel foi parado por policiais no tribunal. Um deles perguntou de forma sarcástica, de acordo com o site "Law.com":

"É algo com que a gente tem que se preocupar?"

A Flórida já registrou mais de 206 mil casos de Covid-19, com 3.700 mortes. O condado de Miami-Dade é o mais atingido, concentrando um quarto dos casos do estado. Nos EUA, a doença já matou mais de 130 mil.

Apesar da estranheza causada em muitos, o advogado não foi repreendido pela juíza que presidia o caso.

"Ela compreendeu. Não ficou nada chateada", contou Samuel.

O advogado poderia ter feito a audiência pelo Zoom, mas preferir estar no tribunal "para confortar o cliente", apesar do risco.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO