28.01.2011 | 18h37


POLÍCIA

Vendedor é preso acusado de abusar de menores em porta de escolas

MAYARA MICHELS      15h02
DA REDAÇÃO

O vendedor Joel Teles Paulino Júnior, de 31 anos, foi preso no início da tarde desta sexta-feira (28), no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande. Ele é acusado de abusar sexualmente de pelo menos seis adolescentes no município. Duas  das menores engravidaram e tiveram filhos do acusado.

De acordo com a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Várzea Grande, Joel Teles aliciava as adolescentes sempre na porta das escolas. Ele dizia que a menina era linda e convidava a vítima para dar uma volta em seu carro.

Joel tem três veículos, dois Gols G5, um preto e outro branco e um Golf, de cor preta. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão preventiva. Policiais encontraram o acusado em uma rua do bairro, dentro do carro.

As seis adolescentes já prestaram depoimentos na delegacia da mulher, mas suspeita-se que outras jovens podem ter sido vítimas dele. Joel aliciava as menores em mais de cinco escolas dos bairros Cristo Rei, Dom Bosco, Jaime Campos e Jardim Maringá.

Segundo a polícia, o vendedor mora com os pais em uma casa na Cohab Cristo Rei e tem boa condição financeira. Ele será encaminhado ainda hoje para o presidio Pascoal Ramos.

Investigações

Em janeiro de 2010, a Justiça decretou a prisão de Joel, que se manteve escondido até agora. As investigações da Polícia Civil iniciaram em 17 de novembro de 2009, quando uma adolescente de 13 anos denunciou o suspeito na Delegacia. Os pais da garota suspeitaram do acusado e descobriram que ele era casado e a mulher estava grávida.

Na época, a menina relatou a polícia que conheceu o acusado em uma sorveteria, onde trocaram telefones. A adolescente contou que ele lhe fazia promessas de amor, a buscava na porta da escola todos os dias, sempre com um carro diferente.

No inquérito policial, outras duas menores foram descobertas e relataram que conheceram Joel da mesma forma, em lanchonete e sorveteria, locais que aparecia sempre com veículos diferente para impressionar as adolescentes.

Depois de conquistá-las, Joel levou as adolescentes para motéis onde mantiveram relações sexuais. As duas menores engravidaram e tiveram filhos do indiciado, que desapareceu da vida delas após descobrir a gravidez.

A delegada Juliana Palhares disse que no período das investigações, Joel compareceu na Delegacia para prestar depoimento. Ao sair cruzou com uma das adolescentes, mãe de uma criança de cinco meses que teve com ele. Na época, Joel perguntou à adolescente se ela teria coragem "fazer isso" com o pai do filho dela.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO