21.07.2010 | 16h23


POLÍCIA

Valor da nova tarifa entre Cuiabá e Várzea Grande é R$ 2,40



A nova tarifa do transporte intermunicipal de passageiros, entre Cuiabá e Várzea Grande, entra em vigor a zero hora deste sábado (24.07). O valor, reajustado em 9,09%, é de R$ 2,40 e foi definido em sessão regulatória da Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT), na manhã desta quarta-feira (21.07). Este é o terceiro reajuste da tarifa concedido à empresa União Transporte e Turismo Ltda, concessionária do serviço, desde dezembro de 2006. O ano passado não houve reajuste. Portanto, a tarifa de R$ 2,20 vigorou durante um ano e oito meses. “O reajuste é necessário para manter o equilíbrio econômico financeiro do contrato e a qualidade do serviço”, disse a presidente da Ager-MT, Márcia Vandoni.

O índice solicitado pela União Transporte foi de 15%, mas o diretor da empresa Rômulo Botelho, se mostrou satisfeito com o percentual definido a partir do levantamento da Coordenadora de Estudos Econômicos (CEE) da Agência de Regulação. “Acredito que este reajuste mantém estável o nosso custo operacional. Nós renovamos a frota no início deste mês e temos agora 29 ônibus a mais para atender melhor a população”, garantiu o diretor.

PASSAGEIROS MENOR

Para definir o reajuste, a Ager-MT analisa uma planilha de custos operacionais que inclui insumos (combustível, peças de reposição, frota), número de passageiros e quilômetro rodado, entre outros. Um dos itens que têm mais peso na composição tarifária, de acordo com o coordenador da CEE, Emerson Almeida, é o número de passageiros. “O sistema de transporte intermunicipal Cuiabá e Várzea Grande registrou uma queda de 17% no número de usuários, entre 2008 e 2009. Assim, temos um volume menor de pessoas pagando pelo mesmo sistema”, explicou Almeida. Em 2008, o número de passageiros no sistema de transporte intermunicipal foi de 1.268.371 e em 2009, caiu para 1.055.776.

Para Márcia Vandoni, esta constatação é facilmente visível diante do enorme fluxo de veículos particulares nas ruas das duas cidades, o que causa impacto direto no transporte coletivo intermunicipal. “Entre Cuiabá e Várzea Grande a velocidade média que era de 23 km/hora hoje está em 17 km/hora. Quanto maior é o congestionamento no trânsito, mais ônibus são necessários no sistema de transporte. Precisamos com urgência das obras para a Copa de 2014 para melhorar a qualidade do trânsito”, observou a presidente da Ager-MT. A idade média da frota avaliada para concessão do reajuste é 3,36 anos e 92 veículos. A planilha de custos operacionais, o parece técnico e o relatório que embasaram a definição do reajuste tarifário do transporte intermunicipal Cuiabá-Várzea Grande estão disponíveis abaixo:

Solicitação do Estudo Tarifário

Parecer Técnico

Relatorio - Voto Relator

Planilha Tarifaria











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO