24.09.2010 | 10h52


POLÍCIA

Umidade do ar deve melhorar nos próximos dias, diz Inmet

da redação

A chuva deve chegar junto com o a estação das flores em Mato Grosso. De acordo com o Intituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a umidade relativa do ar deverá aumentar para níveis mais satisfatórios com a chegada da primavera, que se iniciou a às 0h09 desta quinta-feira (23).

Apesar da volta das chuvas, a expectativa é de um aumento gradativo na temperatura da região Centro-Oeste. Mesmo com o aumento da temperatura, os níveis de umidade relativa do ar ficarão mais toleráveis. A média que vem se mantendo em 20% deverá ao menos dobrar para 40%, de acordo com o instituto.

Em entrevista ao portal G1, o meteorologista do Inmet Manuel Rangel explicou que esse é um período de pancadas de chuva. "A primavera é uma estação de transição entre o inverno e o verão, e sua principal característica são as pancadas de chuva. Por isso, as queimadas e o tempo seco devem terminar até dia 15 de outubro. Essa massa de ar seco que predominou no inverno começa a se dissolver com a chegada das chuvas no Sudeste e Centro-Oeste", argumenta.

Em algumas ocasiões, nesta primavera, podem ocorrer raios, ventos fortes e quedas de granizo na região central do país. Ainda de acordo com o Inmet, a previsão nesta primavera é de chuva acima da média histórica no extremo norte da Região Norte, e abaixo da média na Região Sul, principalmente no Rio Grande do Sul.

Na Região Sul, deve aumentar a ocorrência de raios e sistemas que provocam grande quantidade de chuva em períodos relativamente curtos. As temperaturas aumentam gradativamente na região.

No trimestre de setembro, outubro e novembro, a maior parte da Região Nordeste encontra-se na sua estação seca, exceto no sul dos estados do Piauí, Maranhão e no oeste da Bahia. No centro-sul da Região Norte, o período chuvoso começa nos meses de outubro e novembro, com o aumento gradativo das pancadas de chuva e trovoadas.

Com informações do G1 e do Inmet.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO