30.12.2010 | 16h05


POLÍCIA

Último dia útil do ano deixa trânsito civilizado na Capital

ANDRÉ MICHELLS
DA REDAÇÃO

Avenida Historiador Rubens de Mendonça (CPA), 12h19. Para quem costuma perder até uma hora por dia tentando atravessar a avenida mais famosa da cidade, uma cena inusitada chamou a atenção nesta quinta-feira (30). Em pleno horário de pico, a paisagem era esta da foto. Trânsito tranqüilo, fluindo bem e nada de buzinas, correria ou acidentes. Uma paz total.

Em uma rápida circulada pela cidade nossa equipe constatou a mesma cena em outras importantes vias de Cuiabá. Na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), o famoso funil que se forma nesse horário, todos os dias, com destino ao porto ou ao centro via Avenida Getúlio Vargas. Falando em Getúlio, a mesma cena se repetiu.

As ruas pareciam mais largas e melhor sinalizadas do que de costume. Estacionar também não era problema nessas avenidas. No cruzamento com a Avenida São Sebastião, nada de tumulto como acontece rotineiramente.

 Já a  avenida Mato Grosso mais parecia estar interditada, dado ao baixíssimo fluxo de veículos, bem diferente do que acontece normalmente. A Presidente Marques, na seqüência da MT, o que se via era pista livre e nada de engraçadinhos de plantão estacionando em local proibido com a velha desculpa de “ah, é só um minutinho”.

O motivo é o feriadão de ano novo que tirou das ruas da Capital cerca de 30% da frota que circula diariamente na cidade, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT). Com  uma frota de quase 300 mil veículos nas ruas todos os dias, 100 mil a menos fez uma grande diferença.

Na loucura diária do trânsito, somente em 2010 cerca de 200 pessoas morreram e mais de 3 mil ficaram feridas na Capital, devido a acidentes de trânsito. Uma mistura de imprudência, falta de educação, planejamento viário e fiscalização. Deficiências que nesta quinta-feira , último dia útil do ano, foram pouco percebidas por quem dirigia ou caminhava pelas tortuosos artérias da cidade. Para os que preferem a calmaria, uma pena que na próxima semana comece tudo de novo.

OBRAS: Cuiabá e Várzea Grande começam a receber em 2011 um conjunto de obras e melhorias que prometem transformar a região metropolitana num aglomerado urbano organizado, com infra-estrutura viária e de transporte coletivo adequadas às novas necessidades de uma população. A afirmativa é do presidente da Agecopa, Yênes Magalhães, que acumula o cargo de diretor de Planejamento e Gestão.

Segundo Yênes, os investimentos permitirão a Cuiabá avançar em quatro anos o que demoraria pelo menos 20. “A menor das cidades-sedes da Copa de 2014 será uma das que mais sentirá os efeitos positivos do Mundial”, disse.

A Agecopa promete solução para os principais problemas do trânsito além de investimentos em saneamento, saúde, turismo, esporte e lazer. Yênes ressalta que para tanto, é necessário o apoio da população pois as obras vão gerar transtornos no curto prazo. “O legado justifica a superação de todas as dificuldades”, disse.

 

VEJA FOTOS DE IMPORTANTES AVENIDAS











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO