alexametrics
31.01.2011 | 13h40


POLÍCIA

Tráfico motiva 55% dos assassinatos na Grande Cuiabá

MAYARA MICHELS      12h13
DA REDAÇÃO

Foram registrados 310 homicídios durante todo o ano de 2010 em Cuiabá e Várzea Grande. Em um balanço divulgado na manhã desta segunda-feira (31), o delegado titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Márcio Pieroni,  divulgou detalhes das ocorrências. As estatísticas apontaram que dos 310 homicídios registrados, 95% foram homens, em um total de 295 homens e 15 mulheres foram assassinados. Mais da metade, 55% dos casos, foram em decorrência do uso e tráfico de drogas. 173 mortes no total.

Em segundo lugar ficou a Rixa (brigas), com 33 assassinatos e 18 assassinatos por crime passional.

A arma de fogo foi à campeã das execuções na Grande Cuiabá. Com ela foram executadas 71% pessoas, um total de 222 execuções a tiros. Em segundo lugar ficou a arma branca com 63 homicídios e 13 com objetos cortantes, como paus e pedras.

Em entrevista coletiva o delegado titular da DHPP, Márcio Pieroni, frisou a queda de homicídios ocorridos em Cuiabá. "Estamos satisfeitos porque conseguimos ver uma diminuição no número de registros na capital. Em Cuiabá, foram seis homicídios a menos em 2010 comparado a 2009. Porém em Várzea Grande houve um aumento de 11 homicídios nestes dois anos" revelou Márcio Pieroni.

Latrocínios

Em Cuiabá os latrocínios (roubo seguido de morte) caíram 45%, de 11 para 6, entre os anos de 2009 e 2010. Na cidade de Várzea Grande, os crimes tiveram queda de 30%, de 10 assaltos com morte em 2009 para 7. Os 13 latrocínios ocorridos foram atendidos pela Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime