03.06.2020 | 11h20


POLÍCIA / ALTA PERICULOSIDADE

Tarado da moto vermelha é preso em Várzea Grande e reconhecido por vítimas

Investigações apontam que bandido cometeu, em apenas em um dia, quatro roubos e dois estupros na região central e na avenida da FEB



Acusado de cometer roubos e estupros em Várzea Grande, utilizando uma motocicleta vermelha, maníaco é identificado e preso pela Polícia Civil. As principais vítimas eram mulheres e a área de atuação preferida do bandido o centro da cidade.

De acordo com as investigações da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos do município (Derf-VG), o preso é apontado como autor de quatro roubos  cometidos em um só dia, com  emprego de violência e grave ameaça às vítimas. Entre os assaltos cometidos está um roubo seguido de estupro ocorrido na madrugada de 21 de maio na Avenida da FEB.

As vítimas foram duas mulheres, de 30 e 41 anos, que retornavam para casa após o turno de trabalho, em um supermercado. De acordo com as vítimas elas estavam nas proximidades do viaduto da Avenida da FEB, quando foram perseguidas por um homem em uma motocicleta vermelha. Ele emparelhou com a motocicleta das vítimas e colocou a mão na cintura, demonstrando estar armado e anunciou o roubo, mandando-as parar e encurralando-as contra o canteiro central da avenida.

O criminoso puxou a bolsa da vítima, lesionando o seu braço e em seguida ainda estuprou as vítimas.

No mesmo dia, o suspeito praticou outro roubo no centro de Várzea grande, quando demonstrando estar armado abordou o funcionário de uma empresa de telefonia. Na ocasião, o suspeito ordenou que a vítima entregasse o celular ou “estoraria a cabeça dele”.

"O criminoso é de alta periculosidade e segundo as vítimas, sente prazer em ver o sofrimento delas, rindo do medo e do desespero causado pela ação criminosa", delegada Elaine Fernandes

O terceiro roubo ocorreu por volta das 21h, quando o criminoso perseguiu duas mulheres que estavam voltando da farmácia em uma motocicleta e as encurralou anunciando o roubo e subtraindo uma corrente de ouro de uma das vítimas.

Cerca de meia hora depois o suspeito utilizou o mesmo modo de ação e perseguiu um casal, realizando a abordagem das vítimas quando passavam por um quebra-molas. Na ocasião, o assaltante começou a chutar a motocicleta das vítimas com intuito que elas caíssem e tentou puxar o celular da mulher que estava na garupa da moto.

O casal começou a gritar por socorro e o suspeito acabou preso por uma equipe da Polícia Militar que passava no local no momento da ação criminosa. A vítima chegou a ter sua corrente roubada, a qual foi reconhecida posteriormente em poder do assaltante.

Preso em flagrante no dia 21 de maio, o suspeito foi solto cinco dias depois.

Mesmo sendo reconhecido por todas as vítimas, o assaltante negou todos os roubos, dizendo que trabalha, ganha R$ 4 mil por mês e que não precisa roubar. Diante de todos os roubos, a delegada Elaine Fernandes representou pela prisão preventiva do suspeito que foi deferida pela 2ª Vara Criminal de Várzea grande.

“O criminoso é de alta periculosidade e segundo as vítimas, sente prazer em ver o sofrimento delas, rindo do medo e do desespero causado pela ação criminosa. Uma das vítimas chegou a dizer que ele parece um psicopata”, disse a delegada.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO