18.08.2019 | 15h31


RELAÇÕES PERIGOSAS

Suposto membro de facção espanca mulher e enteada grávida em Várzea Grande

O acusado tentou fugir do flagrante, mas foi preso pouco tempo depois ao tentar invadir uma casa no bairro Jacarandá.


DA REDAÇÃO

Uma gestante, nome não divulgado, 17 anos, foi agredida e ameaçada de morte com uma faca pelo padrasto, identificado pelas iniciais J.P.M.S, 30 anos, no início da manhã de sábado (17) no bairro Jequitibá, em Várzea Grande.

A agressão aconteceu no momento em que o acusado batia em sua esposa, identidade não divulgada, 35 anos, e a grávida tentou defender a mãe.

A Polícia Militar (PM) foi acionada pela menor, após o agressor sair de casa.

No local, os militares encontraram o acusado na rua, ainda em frente à residência, mas ao perceber a proximidade dos policiais, J.P. correu e conseguiu escapar por uma região de mata. Os policias seguiram atrás do agressor, mas ele não foi mais visto.

Em conversa, as vítimas contaram que o homem estava alterado quando iniciou a confusão. Em seguida começaram as agressões, neste momento a filha, grávida de dois meses, tentou intervir para defender a mãe e acabou sendo atacada pelo padrasto, que puxou seus cabelos e com uma faca nas mãos ameaçou raspar sua cabeça.

Mãe e filha relataram que não foi a primeira vez que sofreram agressões por parte do acusado e ainda temem por suas vidas, já que o acusado faz parte de uma facção criminosa.

Minutos depois, os militares receberam informações sobre um homem detido que havia sido agredido por populares na Rua 11 do bairro Jacarandá, onde o bandido teria invadido uma residência.

Os policiais se encaminharam para o endereço juntamente com as vítimas, que reconheceram o criminoso.

J.P.M.S foi entregue pelos populares aos policiais, com várias lesões pelo corpo devido à surra que levou e encaminhado à Delegacia Central de Flagrantes para registro das ocorrências.

O acusado vai responder por violência doméstica contra a mulher e a enteada, ameaça com uso de arma branca, invasão em domicílio privado e participação em facção criminosa.

O nome da facção a qual ele, supostamente, pertence não foi informada.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER