17.02.2020 | 13h00


POLÍCIA / CONFUSÃO NO ZERO KM

Sexo grupal e calote levam jovens e garota de programa para delegacia

A PM foi acionada pela garota de programa na madrugada desta segunda-feira (17). Acusado foi preso


DA REDAÇÃO

Um jovem, nome e idade não revelados, foi preso durante a madrugada desta segunda-feira (17) na região do Zero Quilômetro, após contratar uma garota de programa, com mais dois amigos, os quais dividiu o valor de R$ 150 do ‘serviço’, consumar o ato e se recusar a pagar ‘sua’ parte, dando um calote na profissional do sexo, em Várzea Grande.

De acordo com a ocorrência, depois de terminado o programa, em que a mulher atendeu os três ao mesmo tempo, cada um dos amigos do acusado entregou R$ 50 para a prostituta, porém, ele se negou a pagar.

Amparada pela lei de desacordo comercial, a profissional acionou a Polícia Militar (PM), que compareceu ao local, escutou todos os envolvidos, mas como não chegaram numa solução ainda no Zero, todos foram encaminhados à Delegacia Central de Flagrantes para registro da ocorrência e providências cabíveis ao caso.

Outro caso

Um tenente-coronel da reserva da Polícia Militar, nome não revelado, foi detido na madrugada do dia 03 de fevereiro, junto com uma travesti, após se envolver numa confusão dentro de um motel da região do ‘Zero Quilômetro’, em Várzea Grande.

A briga aconteceu após a consumação do ato sexual. A profissional teria cobrado um valor maior do que o acertado inicialmente pelo programa.

Travesti e militar discutiram no momento do pagamento, quando a ‘garota’ pediu R$ 2 mil pelo serviço, valor muito acima do combinado, de R$ 500.

O militar e a travesti foram encaminhados à delegacia, ouvidos pelo delegado de plantão e liberados em seguida, já que nenhuma das partes quis apresentar denúncia.

A Corregedoria da PM é a responsável pela investigação da conduta do policial.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO