21.11.2019 | 07h50


TORTURA E CÁRCERE

Servidor é preso por espancar namorada e filho de 6 anos em Cuiabá

Edson Batista Alves, de 35 anos, é agente penitenciário e já usava tornozeleira eletrônica, justamente pelo crime de violência doméstica


DA REDAÇÃO

O agente penitenciário Edson Batista Alves, 35 anos, foi preso em flagrante por torturar a namorada, 31 anos, e o filho dela, de 6 anos. A prisão aconteceu na madrugada desta quinta-feira (21), após a vítima conseguir fugir do cárcere privado no bairro Alvorada e pedir ajuda numa base da Polícia Militar, no bairro Araés, em Cuiabá.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher chegou na unidade militar por volta das 2h, em choque. Ela pedia por socorro, pois vinha sendo mantida em cárcere e ameaçada de morte por Edson.

A vítima conta que veio de Rondonópolis (212 km de Cuiabá), há algumas semanas, para tentar uma vida melhor na Capital e também para se relacionar com o servidor. No entanto, após alguns dias, o homem passou a ser agressivo com ela e o filho.

Dentre as sessões de tortura, ele batia nas vítimas com fios de energia, socos e chutes. O menino teve o olho ferido, um braço quebrado e também foi queimado com água quente.

A vítima só conseguiu escapar, nesta madrugada, após eles voltarem de um jantar e ela aproveitar um minuto de distração do agressor. Ele ameaçava matar ela e o filho caso tentassem fugir. Na delegacia, os policiais ainda flagraram Edson rondando a região a fim de encontrar a mulher e acabou sendo preso em flagrante.

Conforme o B.O., Edson usa tornozeleira eletrônica justamente pelo crime de violência doméstica.

O agente penitenciário foi autuado pelos crimes de injúria, ameaça, lesão corporal, sequestro e cárcere privado.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO