03.07.2010 | 16h45


POLÍCIA

Segurança é preso, acusado de abusar sexualmente do filho de 7 anos



O instrutor de segurança B.R.S., 34, foi preso durante o trabalho acusado de ter abusado sexualmente do filho de 7 anos. A denúncia foi feita pela mãe da criança, que tomou conhecimento do caso e procurou a Polícia.

O acusado foi detido dentro da empresa em que trabalhava na avenida Mato Grosso, em Cuiabá, e encaminhado ao anexo da Penitenciária Central do Estado, na Polinter, onde permanecerá por ter curso superior. Agentes da Polinter destacam que após a prisão ele apresentava comportamento tranquilo.

A prisão preventiva foi expedida pela juíza Ana Cristina Silva Mendes. Conforme a polícia, a criança contou a mãe que o pai havia feito o abuso sexual um dia que ela se ausentou de casa.

A mulher denunciou o caso que está sendo investigado pela Delegacia Especializada dos Direitos da Criança e do Adolescente (Dedica) de Cuiabá, onde 40% das denúncias recebidas são referentes a crimes sexuais contra menores. O menino passará por exames para comprovar se houve penetração.

Dados dos atendimentos feitos pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) mostram que em Mato Grosso 3 crianças e adolescentes são vítimas de abuso ou exploração sexual por dia. Em 2009, 1.083 menores sofreram este tipo de violência, sendo 879 de abuso. A maioria (83%) é de meninas com idade entre 7 e 14 anos.

Embora maioria das vítimas seja meninas, os registros de abusos contra meninos têm crescido na Dedica. Geralmente os abusadores são pessoas de confiança da vítima, que se aproveitam da proximidade para cometer o crime. Pais, tios, avôs e amigos próximos das famílias figuram como principais abusadores.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO