11.07.2020 | 11h35


POLÍCIA / REGADA A ÁLCOOL E DROGAS

Rotam descobre festa de aniversário com participação de menores e presidiário em Cuiabá

A equipe militar flagrou a ‘movimentação estranha’ com som alto durante a noite dessa sexta-feira (10) na região do bairro Jardim Eldorado, onde foram presas 9 pessoas,


DA REDAÇÃO

Uma equipe da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) prendeu sete pessoas, dois adolescentes e fechou uma festa de aniversário durante a noite dessa sexta-feira (10), regada a álcool e drogas, que acontecia clandestinamente dentro de uma casa no bairro Jardim Eldorado, em Cuiabá.

De acordo com a ocorrência, a Rotam estava em patrulhamento pela região quando perceberam a movimentação no local. Ao se aproximar, ouviram o ‘som alto’ e número de pessoas que configurava aglomeração, o que no momento é proibido por lei em decretos estaduais e municipais, que visa conter o avanço do novo coronavírus e controlar a pandemia da covid-19.

Os militares adentraram a residência, fizeram abordagem a todas as pessoas presentes no local, identificando que dois eram menores de idade e estavam consumindo bebidas alcoólicas. Ainda durante as buscas, foi localizada uma porção de maconha e um triturador de ervas (dichavador), usado para o preparo do cigarro.

Questionados sobre quem seria o dono da droga, ninguém se apresentou.

Em seguida, foram procurados os donos da casa, quando os militares descobriram que na residência moravam dois irmãos e que a festa era em comemoração ao aniversário do irmão mais novo.

Após a identificação dos dois, quando receberam voz de prisão, o irmão mais velho começou a brigar e agredir o ‘aniversariante’, que seria o responsável pela festa.

Além dos irmãos e dos dois adolescentes, mais cinco pessoas foram detidas, sendo mais dois homens e três mulheres. Entre os adultos, foi identificado um presidiário em regime semiaberto, monitorado por tornozeleira eletrônica que estava desligada, descumprindo ordem judicial.

Todos foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidos pelo delegado de plantão e vão responder por corrupção de menores e desobediência às determinações estaduais e municipais, causando risco à saúde pública.

 











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Teka Almeida  11.07.20 12h04
Burro esse povo!!!! Por que não foram atrás do Leovaldo Sales, Secretário de Ordem Pública de Cuiabá???!!!! Ele conseguiu aglomerar mais de cinco mil pessoas num velório e ainda discursou e nem foi PRESO mesmo admitindo. Ai fica a moral, tendo o apoio da autoridade qual o problema???!!!! TUDO LIBERADO.

Responder

27
6
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO