29.12.2010 | 10h26


POLÍCIA

Revólver calibre 38 vira "moda" entre bandidos na grande Cuiabá

ROBERTA DE CÁSSIA
DA REDAÇÃO

Ao que parece o revolver calibre 38 virou "febre" de consumo entre os bandidos de Cuiabá e Várzea Grande. É o que constata o número de apreensões de armas de fogo por porte ilegal feito na noite de ontem(28) pela polícia militar.

Segundo o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública - CIOSP, foram apreendidos um revólver com cinco suspeitos no bairro Voluntários da Pátria, mais um no bairro Cidade Alta próximo ao Colégio Notre Dame, mais um com dois homens presos em flagrante cometendo assalto a mão armada no bairro Goiabeiras na esquina das Rua Barão de Melgaço com Ferreira Mendes, mais dois em Várzea Grande com dois suspeitos de roubo Adenair Souza e Adriano Valério num veículo pegout no Jardim Glória. O revólver calibre 38 é também comum na Polícia, embora haja uma grande renovação e pistolas ponto 40 estão sendo utilizadas em larga escala.

As armas apreendidas com bandidos, são de origens diversas, até mesmo tomadas de seguranças e policiais durante confrontos ou assaltos. O tresoitão, como os marginais o chamam é barato e fácil de ser encontrado nas bocas-de-fumo, frointeiras com a Bolívia e Paraguai. Cada arma leva de cinco a seis munições e possui alto impacto. No mercado negro um revólver 38 pode ser adquirido por até R$ 500,00.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO