21.02.2011 | 10h59


Professor de Direito é encontrado morto em Ipiranga do Norte

MAYARA MICHELS 09h26
DA REDAÇÃO

O professor de direito Rafael Luiz Ferronato, de 27 anos, foi encontrado morto na fazenda de sua família, na tarde de sábado (19), na zona rural de Ipiranga do Norte. Segundo a Polícia Civil de Sorriso, as investigações até o momento apontam para um suicídio.

Ao lado do corpo foi encontrado uma espingarda, de dois canos, calibre 28. Apenas um dos cartuchos foi deflagrado.

Segundo informações da família, por volta das 11h de sábado, Rafael pegou a espingarda emprestada de um funcionário da fazenda para ir pegar umas frutas na propriedade, e disse que levaria a arma para se defender caso encontrasse algum animal no caminho. Ao passar muito tempo sem sinal do professor, o funcionário foi procurá-lo. Foi quando ele foi encontrado morto.

A Polícia Civil irá investigar o caso. Rafael era professor da Faculdade de Sorriso - FAIS.

Rafael Ferronato era filho do ex-vereador de Ipiranga, Pedro Ferronato. Além disso, ele residia no bairro Nobre, em Sorriso. As informações são de que ele não era casado e não tinha filhos. A Faculdade de Sorriso prestou uma homenagem ao professor no site da faculdade.

Confira a nota na íntegra:

É com profundo pesar que a Faculdade de Sorriso (FAIS) comunica o falecimento do professor Rafael Luiz Ferronato, tragicamente ocorrido no município de Ipiranga do Norte.

Seu corpo será velado na Capela Mortuária de Sorriso e posteriormente trasladado para a região sul do país, onde será sepultado.

Dirigentes da FAIS, professores, funcionários, colaboradores e a comunidade acadêmica em geral lamentam o ocorrido e se solidarizam condolentemente com os familiares.

"Deus abençoa os que, pacientemente, suportam a provação. No final, receberão a coroa da vida, que Deus prometeu aos que o amam." (Tiago 1.12)

 

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO