26.02.2020 | 13h51


POLÍCIA / VIZINHO MANÍACO

Preso tentou sequestrar criança duas vezes e estuprar a própria avó

Luiz Felipe da Silva foi detido em flagrante por tentar abusar sexualmente de uma menina de 2 anos, na semana passada, em Cuiabá


DA REDAÇÃO

Preso em flagrante por tentar estuprar uma vizinha de 2 anos de idade, na semana passada, Luiz Felipe da Silva, 24, confessou o crime e, inclusive, que já foi preso por agredir outra criança da vizinhança. Relatou ainda que tentou abusar sexualmente da sua própria avó, no ano passado, só não tendo concretizado o ato porque ela resistiu. Entretanto, diante da resistência, confessa que espancou a idosa. 

Na quinta-feira da semana passada (19), Luiz Felipe invadiu duas vezes a casa da vizinha, no bairro Jardim Antônio Dias, em Cuiabá, e foi flagrado pela mãe da criança. Da primeira vez, pela manhã, a menina estava sozinha no quarto quando viu o acusado. A mãe da criança relata que ouviu a filha gritando “olha ele mamãe, olha ele mamãe”, momento em que se deparou com o acusado dentro da sua residência quase pegando a sua filha no colo. Ela ordenou que ele saísse da casa e ele fugiu correndo.

Entretanto, no período da tarde, do mesmo dia, Luiz Felipe retornou e, por pouco, não conseguiu sequestrar a menina. A mãe relatou que arrumava o guarda-roupa e, ao se virar, se deparou novamente com o acusado, com um pano na mão, levando ao rosto da criança, como se quisesse “sufocá-la ou silenciá-la”. A mulher gritou, chamando seu esposo e a sogra, momento que o acusado fugiu entrando em um matagal.

Moradores da região passaram a perseguir Luiz Felipe e a Polícia Militar foi acionada. Uma equipe da PM chegou ao local, mas, no primeiro momento, não conseguiu localizar o acusado. Buscas começaram a ser feitas quando o suspeito foi avistado na rua José da Silva Monteiro, no bairro Monte Líbano, onde acabou preso.

Durante audiência de custódia, a juíza Ana Graziela Vaz de Campos Alves Corrêa, enfatizou a gravidade do delito, uma vez que ele tentou sequestrar uma criança de dois anos por duas vezes, no mesmo dia, além dos outros crimes confessados, como agressão a outra criança e tentativa de estuprar a própria avó.

 “No caso em tela, entendo estarem presentes os pressupostos e requisitos para a decretação da prisão preventiva do segregado... baseado em fortes indícios que evidenciam prática de crime de tentativa de sequestro, tendo em vista que, conforme declarações prestadas pelos pais da vítima, uma criança de 02 (dois) anos de idade, o custodiado, que é vizinho da vítima, adentrou, por duas vezes, no mesmo dia, em sua residência, sendo que em um primeiro momento foi encontrado tentado carrega-la, e em um segundo momento, estava em posse de um pedaço de pano dobrado em direção ao rosto dela, sendo ambos, os fatos, presenciados pela mãe da menor, que impediu que o autuado concretizasse o crime”.

A magistrada enfatiza que em liberdade, é provável que voltará a tentar contra a vítima ou qualquer outra criança ou mulher que dele se aproxime, “já que tentou violentar sexualmente até mesmo sua avó, demonstra a necessidade de sua segregação cautelar para a garantia da ordem pública”.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Iron  26.02.20 14h22
Até que enfim uma decisão com discernimento e coragem, pois em geral estas audiências, em casos noticiados, servem só para ocupar tempo do julgador e gastar nosso dinheiro. Dificilmente vemos uma sentença favorável a sociedade. Uma pergunta: Pq na maioria das sentenças favoráveis a sociedade são julgadores do sexo feminino que tem coragem e vontade de olhar o caso não somente baseado no que diz a lei? Parabéns Sra. Juíza.

Responder

14
0
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

Enquete

QUARENTENA

Você é a favor de parar tudo ou só isolar grupo de risco?

Sim, parar tudo é a melhor solução para conter o vírus

Não, parada total é suicídio econômico; será o caos pior que a doença

  • Parcial

INFORME PUBLICITÁRIO