13.02.2020 | 06h28


VEJA VÍDEO

Presidente do Conselho de Segurança é morto a tiros no meio da rua

Valdir Farinha conversava com várias pessoas em frente a uma casa quando o criminoso chegou atirando. Quatro suspeitos de participarem do crime foram presos



O presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg), Valdir Farinha, foi morto a tiros no bairro Jardim Monte Líbano, na Rua Dom Pedro II, em Rondonópolis (212 km de Cuiabá), na noite desta quarta-feira (12).

Informações iniciais apontavam que Valdir foi ferido durante um assalto, porém, imagens de câmeras de segurança mostram outra versão.

No vídeo é possível ver várias pessoas próximas de um carro, em frente a uma casa, conversando. Momento depois o bandido aparece, já com uma arma e punho, se aproxima e começa a atirar. A vítima ainda consegue sacar uma arma e revidar, porém, cai em seguida.

Uma segunda vítima também teria ficado ferida durante a troca de tiros.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas quando os paramédicos chegaram Valdir já estava sem vida. A outra vítima foi encaminhada a uma unidade de saúde, mas o atual estado de saúde dela não foi informado.

Uma equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi chamada para analisar a cena do crime. Um laudo com detalhes do assassinato será divulgado nos próximos dias e deve ajudar nas investigações da Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP).

Enquanto isso, a Polícia Militar realizou buscas pela região e conseguiu prender quatro suspeitos do crime próximo ao bairro Jardim Primavera. Eles tinham roubado um veículo na frente da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na tentativa de fugir.

Um deles estava com ferimento de tiro nas costas.

A Polícia Civil continua investigando o crime.











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

clara  13.02.20 09h06
CARMEN sua idiota, então quer dizer que quem quer andar armado pelo simples motivo de querer se defender tem que morrer? no minimo não passa de uma pessoa desconhecida, um dia deus queira que você não passe por uma situação dessas porque será uma cabra em meio a lobos presa mais fácil ainda , poderá sofrer além da morte outras atrocidades . lamentável seu comentário !

Responder

4
3
CARMEN  13.02.20 07h21
Foi execução. Isso é m fato. Talvez tenha merecido isso, afinal andava armado. Quem cultua a violência, morre pela violência.

Responder

1
11
Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO