alexametrics
23.01.2011 | 00h43


POLÍCIA

Prefeitura não cumpre acordo e Guarda Municipal continua paralisada

ROBERTA DE CÁSSIA
DA REDAÇÃO

Desde o dia 14 de dezembro de 2010 que a Guarda Municipal de Várzea Grande está paralisada. Eles reivindicam junto à prefeitura, promoções não efetivadas, recomposição salarial, melhores condições de trabalho e a exoneração do atual comandante, Rodrigo Alonso Lemes que tem a desaprovação de 80% dos guardas municipais.

"Queremos que o comando seja trocado já que nós sindicalizados estamos lutando por melhorias da categoria como um todo. Rodrigo foi antidemocrático, pois ele fez um projeto que só atende a interesses do comando e apresentou para os vereadores como sendo nosso", comenta o Guarda Municipal Almeida em nome do Sindicato.

Almeida disse que as reivindicações estão de acordo com o estatuto regido pela lei 2.163/2000 da categoria, que prevê a promoção dos guardas municipais, conforme tempo de serviço. A primeira turma deveria ter sido promovida em 2008 e a segunda há cerca de oito meses. "Ainda há o desrespeito e não cumprimento por parte do prefeito Murilo Domingos do acordo que fizemos onde retornamos ao trabalho a pedido dele para continuarmos a negociar. Mas como ele não cumpriu a roda de negociações. Então retomamos a paralização no dia 11 de janeiro sem data para retornar", completa Almeida.

Segundo os guardas municipais, como não há condições de trabalho para exercerem suas funções nas ruas, então eles continuam atendendo a população dentro das unidades. "Não estamos fazendo fiscalização nem atendendo ocorrências nas ruas de Várzea Grande, mas em caso de acidente a população pode vir até nós nas unidades que lavramos o fato", informou Almeida.

"Informamos inclusive que entrevistas de qualquer secretário da prefeitura dizendo que estaremos fazendo fiscalização nas ruas são mentirosas, pois estamos paralisados até que nossas reivindicações sejam atendidas", informa o porta-voz do Sindicato.

Outro lado - A prefeitura de Várzea Grande, através da assessoria de imprensa informou que está analisando uma contraproposta, presentada pelo Sindicato dos guardas municipais. Portanto, ainda não tem nenhuma posição sobre o assunto.

 

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime