16.01.2011 | 13h21


POLÍCIA

Polícia prende marido pelo assassinato de jovem no Renascer

DA REDAÇÃO   19h28

Foi preso em flagrante na tarde deste sábado, o marido de Izis Naiara de Oliveira, de 21 anos, acusado de ser o autor do assassinato da mulher. Elidemar dos Santos de Mello, funileiro, de 32 anos, foi preso em flagrante na residência dos pais no mesmo bairro onde residia a família, o Renascer.

Segundo as informações da delegada que investiga o caso da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, Naíde Barros, a filha de quase dois anos, também foi espancada pelo pai.

"Ela foi encaminhada para o IML para fazer exame de corpo delito. No momento em que a filha encontrou o pai, ela ficou muito assustada, e tentou fugir", disse a delegada Naíde Barros.

O assassinato ocorreu na frente dos dois filhos do casal. As crianças, um recém nascido de um mês, e a menina de 1 ano e 7 meses ficarão sob a responsabilidade de amigos próximos do casal.

Elidemar de Melo está preso na DHPP em Cuiabá. A pena pode chegar até 20 anos de prisão, caso ele seja condenado. Apesar da prisão, o marino não confessou o crime.

Ele teria desferido vários golpes na mulher utilizando um banco pequeno de madeira. Depois saiu para trabalhar por volta das 7 horas. Pouco tempo depois a filha do casal de dois anos foi encontrada na rua pelos vizinhos, que estranharam o fato da  criança estar suja de sangue e com lesões leves no rosto. A mulher foi encontrada ainda com vida no quarto, onde também estava um bebe de cerca de 2 meses.

O marido retornou a residência e levou a vítima de carro até o Pronto-Socorro. Policiais da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa (DHPP), estiveram no local e não identificaram sinais de arrombamento e de roubo. No interrogatório, Elidemar entrou várias vezes em contradição e negou que teria matado a mulher. Testemunhas informaram que casal tinha discutido na noite anterior.

Entenda o caso

Policiais da Base Comunitária do Pedregal atenderam a ocorrência e ouviram a versão de que Izis Naiara de Oliveira, 21 anos, teria sido esfaqueada dentro de casa durante tentativa de assalto. Levada ao Pronto-Socorro, Izis não resistiu aos ferimentos e morreu uma hora depois.

O laudo médico do pronto socorro apontou a causa como sendo trauma de face grave e não se referiu a uso de faca. De acordo com vizinhos, o bandido também espancou a criança de 1 ano, que chorava muito.

Familiares da vítima deram outras duas versões: primeiro, teria ocorrido um acidente com o ventilador e em seguida falou-se numa queda, que teria provocado os ferimentos.

O marido também era um dos suspeitos apontados pela polícia, em princípio ele havia informado que a vítima fora atingida por um ventilador de teto; depois informou que era um ventilador de chão (com pedestal).











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO