20.12.2010 | 19h40


POLÍCIA

Polícia prende integrante de quadrilha de arrombadores de caixa eletrônico

DA REDAÇÃO


Investigado pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Judiciária Civil, Ricardo Xavier de Souza Lopes, 28, conhecido por “Ninja”, foi preso nesta segunda-feira (20.12). Ele é acusado de integrar uma das quadrilhas que vem agindo na série de arrombamentos de caixas eletrônicos ocorridos neste ano no Estado de Mato Grosso.
 
O suspeito foi preso na Avenida Barão de Melgaço, centro de Cuiabá, por mandado de prisão preventiva decretado pela comarca de Mineiros, Estado de Goiás. Ele também foi um dos cinco presos na operação Contrasenha, realizada em setembro desde ano, pela Polícia Civil, em Cuiabá
 
De acordo com levantamento dos investigadores do GCCO, Ricardo é suspeito de arrombar o terminal de auto-atendimento da Prefeitura de Mineiros, em outubro deste ano. Em Mato Grosso, Ricardo é investigado no arrombamento de caixas eletrônicos do banco do Brasil da cidade de Poxoréu e em terminais da capital.
 
Em novembro de 2009 foi detido um barreira da Polícia Rodoviária Federal na companhia de cinco pessoas, na BR 364, transportando em dois veículos, um Gol e outro Astra, maçarico, cilindros de oxigênio, botijão de gás, chaves e outros equipamentos usados em ataques a terminais eletrônicos. O bando chegou a confessar que tinha tentado arrombar um caixa em Livramento, mas todos acabaram liberados.
 
No momento da abordagem, os assaltantes tentaram fugir, houve perseguição e somente pararam após os policiais efetuarem disparos de arma de fogo. Ao serem detidos, confessaram que retornavam de uma tentativa frustrada de arrombamento ao caixa eletrônico do HSBC de Juscimeira.
 
O delegado Luciano Inácio, informou que Ricardo é o primeiro de muitos que serão presos pela Polícia Civil.
 
A Polícia Civil registrou 111 ataques a caixas eletrônicos no ano de 2010. Um total de 313 pessoas estão relacionadas aos crimes de furto, roubo e fraudes bancárias. O último ocorreu na madrugada de domingo (19.12), em um terminal instalado na loja de conveniência de um posto de Gasolina, no bairro Jardim Potiguar, área do Zero Quilômetro, em Várzea Grande.
 
O suspeito foi encaminhado para exame de corpo de delito, no Instituto de Medicina Legal (IML) e depois à Polinter.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO