18.01.2020 | 12h30


FLAGRANTE

Polícia Militar resgata jovem sequestrado e torturado por traficantes em MT

Rapaz de 18 anos foi mantido refém por dois dias por ter furtado drogas de membros de uma organização criminosa; criminosos queriam R$ 3 mil de resgate.



A Polícia Militar libertou, na madrugada de sexta-feira (17), um rapaz de 18 anos mantido em cativeiro, sob tortura, numa casa do bairro Dauri Riva, no município de General Carneiro (442 km de Cuiabá).

Cinco pessoas foram detidas e encaminhadas à delegacia, sendo dois adultos e três adolescentes.

De acordo com o boletim de ocorrência, os policiais começaram a fazer buscas após serem informados de que uma pessoa estava sendo mantida presa.

Em dado momento, os militares perceberam que um dos acusados que estava na frente de uma residência – correu ao ver a viatura, deixando para trás porções de pasta base de cocaína e maconha.

Durante a perseguição e tentativa de abordagem, os militares entraram na casa e encontraram o grupo, além do rapaz que alegou estar sendo mantido preso há dois dias por ter furtado porções de entorpecente e uma arma de fogo.

O material seria de membros de uma organização criminosa. Ele acrescentou que foi agredido com fio de luz e os suspeitos já tinham até pedido resgate a seus familiares, cobrando R$ 3 mil.

Dentro da casa, os policiais encontraram 160 gramas de pasta base de cocaína, 465 gramas de maconha, 37 pedras de pasta base de cocaína, duas balanças, além de comprovantes de depósitos e anotações relacionados à venda de entorpecentes e um drone.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO