21.01.2011 | 22h02


POLÍCIA

Polícia indicia homem por assassinato de dono de floricultura

MAYARA MICHELS
DA REDAÇÃO

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHHP) identificou um homem acusado de ter assassinado o empresário, Etair Luis Perotto, de 51 anos, encontrado morto no dia 18 de dezembro, em Cuiabá. O delegado responsável pelas investigações, Márcio Pieroni, informou que o homem, que não teve o nome divulgado para não atrapalhar as investigações. Ele foi indiciado pelo crime de homicídio.

Ainda segundo a polícia, mais pessoas participaram da execução do empresário. As investigações apontam para um crime de encomenda. A execução teria partido de gente do convívio do empresário.

O decorador Ronilson Marques de Queiroz, de 27 anos, que se envolveu em uma discussão, dentro da Floricultura Arte e Rosas, onde na ocasião Ronilson foi vítima de uma tentativa de assassinato por parte do empresário também já prestou depoimento.

Ronilson ficou internado durante vários dias no Pronto-Socorro de Cuiabá (PSC) e, assim que recebeu alta médica, saiu da empresa e se mudou para Mirassol D'Oeste (230 km de Cuiabá).

Homicídio

O corpo do empresário foi localizado na manhã do dia 18 de dezembro, nas proximidades do Centro de Eventos do Pantanal. O laudo de necropsia indicou que ele teria sido assassinado durante a noite, vítima de uma arma de fogo.
O veículo da vítima foi localizado num estacionamento a cerca de 300 metros de onde foi encontrado o corpo da vítima.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO