06.11.2019 | 19h11


OPERAÇÃO ÁGUAPEY

Polícia Federal prende 19 por grilagem de terras e mortes em MT

Os mandados foram cumpridos nos municípios de Cáceres, Mirassol D’Oeste, São José dos Quatro Marcos, Porto Esperidião e Pontes e Lacerda.


DA REDAÇÃO

A operação Águapey, deflagrada pela Polícia Federal na manhã desta quarta-feira (06) contra uma organização criminosa especializada em grilagem de terras, prendeu 19 pessoas preventiva e provisoriamente, além de apreender oito armas de fogo e munições de vários calibres nos municípios de Cáceres, Mirassol D’Oeste, São José dos Quatro Marcos, Porto Esperidião e Pontes e Lacerda.

Os agentes federais também localizaram um mapa que representa o loteamento de uma fazenda em Porto Esperidião, onde a quadrilha tentava expulsar o proprietário. Os bandidos, segundo a polícia, agiam com violência, ameaças e até execução.

No mapa é possível ver que mesmo antes de invadir o local, a propriedade já era dividida em lotes para cada criminoso.

No caso específico dessa fazenda, ainda tem a particularidade de que a região, demonstrada na parte inferior do mapa, próxima ao Rio Aguapeí, ficou separada para “os líderes” da organização criminosos por ser considerada área nobre.

Das 14 presos, cinco já estavam na cadeia.

Mais de 100 Policiais Federais trabalharam na operação que foi deflagrada pode decisão da Justiça Estadual da Comarca de Porto Esperidião/MT.

 

O nome da Operação faz referência ao local onde se concentrava a ação da organização criminosa, às margens do Rio Aguapeí.

Veja os vídeos

 

Galeria de Fotos:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:
Crédito:










COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO