05.05.2020 | 13h05


POLÍCIA / BANDIDAGEM AGLOMERADA

PM acaba com festa do Comando Vermelho regada a álcool e drogas

Militares chegaram ao local após receberem diversas denúncias do som extremamente alto na região


DA REDAÇÃO

Dois homens com tornozeleira eletrônica foram presos e um adolescente apreendido durante uma festa organizada, supostamente, por membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV) na madrugada desta terça-feira (05), no bairro Jardim Portinari, em Sinop (500 km da Capital).

No endereço foram autuadas cerca de 20 pessoas, entre os convidados menores de idade flagrados usando drogas e consumindo bebida alcoólica.

De acordo com a ocorrência, a Polícia Militar (PM) recebeu ligações, por volta das 3h, denunciando aglomeração de pessoas, som muito alto durante festa realizada por membros do CV.

Durante abordagem na casa de festas, os policiais flagraram dois homens tentando fugir, pulando um muro da residência.

Os militares correram atrás, pularam o muro e alcançaram os bandidos, sendo um adolescente de 15 anos, que tentou esconder uma trouxinha de maconha, e um homem de 19 anos. Eles entraram em luta corporal com os policiais, quando foram imobilizados e presos.

Após a prisão foram feitas buscas no interior do estabelecimento e identificação dos ‘convidados’, quando foram flagrados mais três menores, sendo duas adolescentes de 16 anos e uma de 14.

Um homem de 23 anos se apresentou como organizador da festa  junto com o comparsa que havia sido preso tentando fugir.

Questionados sobre o contrato com o estabelecimento para realizar o evento, os acusados disseram que o documento tinha sido assinado por um garoto de 14 anos, que não estava no local, mas que eles dois que organizaram tudo.

Além de descumprir o decreto do governo que proíbe festas no Estado devido à pandemia do Coronavírus, e ainda por aliciar menores com uso de drogas e bebidas alcoólicas, os bandidos estavam descumprindo medida cautelar já que cumprem prisão no regime semiaberto e deveriam estar recolhidos em suas casas desde às 20h.

Diante do flagrante, a ocorrência foi registrada por descumprimento de medida cautelar, desobedecer decreto do estado e ainda por corrupção de menores.

Os acusados e o adolescente foram encaminhados à Delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidos pelo delegado e ficaram detidos aguardando as providências legais cabíveis ao caso.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO