09.07.2010 | 10h41


POLÍCIA

PF desarticula quadrilha de tráfico internacional de drogas



Vinte pessoas foram presas durante a operação "Araguaia", deflagrada pela Polícia Federal de Barra dos Garças (509 km ao norte de Cuiabá) para desarticular uma quadrilha que atuava no tráfico internacional de drogas em 5 estados. No decorrer das investigações, a PF apreendeu 421 quilos de cocaína, 1.995 quilos de maconha, 8 veículos, entre caminhões e carros de passeio, 2 aeronaves que vieram da Bolívia e valores em moedas estrangeiras, evidenciando o poder da quadrilha. O montante de droga apreendida foi avaliado em R$ 20 milhões. A cocaína movimentaria R$ 12 milhões e a maconha movimentaria o restante do valor.

Foram expedidos e cumpridos 20 mandados de busca e apreensão, além de 25 mandados de prisão nos estados. Cinco pessoas estão foragidas. Entre os presos está o policial militar de Goiás, Fábio Barbosa dos Santos, detido no Presídio Militar em Goiânia. Ele foi localizado no município de Torixoréu, em Mato Grosso. O nome operação faz alusão à região usada pelos traficantes como base operacional dos crimes praticados.

Todos os mandados foram expedidos pelo Juízo da 5ª Vara Federal de Mato Grosso. Além das prisões e buscas, a Justiça Federal decretou ainda o afastamento dos sigilos bancário e fiscal dos investigados e o sequestro e a indisponibilidade dos seus bens, direitos e valores.

As investigações da PF iniciaram em 2009 revelando que a quadrilha recebia pasta-base de cocaína e maconha de traficantes bolivianos e paraguaios. A droga chegava no Brasil trazidas em aeronaves e caminhões e era redistribuída em território nacional para traficantes de Mato Grosso, Goiás, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais e do Distrito Federal, onde eram comercializadas. A PF afirma ainda que o grupo atuava fortemente na "lavagem de dinheiro" para dificultar o trabalho de fiscalização.

Segundo a Polícia Federal, apesar de toda apreensão e prisões ocorridas desde 2009, foi necessário realizar um trabalho mais amplo, uma vez que os traficantes continuavam comandando o crime mesmo de dentro das cadeias. "Foi imprescindível uma ação policial repressiva mais contundente, com a finalidade de aprofundar as investigações e possibilitar a responsabilização criminal do maior número possível de membros da quadrilha", descreve a PF.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, com penas que podem ultrapassar 25 anos de reclusão. Além destes crimes, alguns envolvidos responderão ainda por lavagem de dinheiro com pena de até 10 anos de reclusão.

Presos - Os 25 mandados de prisão expedidos foram cumpridos em Goiânia (3), Jataí (9), Iporá (1), Corumbá (1), Sete Quedas (2), Uberlândia (1), Iturana (1), Santos (1), Torixoréu (4). Existe ainda decreto de prisão para um paraguaio e um boliviano que estão foragidos. Um procurado pela PF de Jataí estava preso e foi colocado em liberdade essa semana. Outras 3 pessoas já estavam presas e tiveram novos pedidos decretados.

Conforme o relatório da Justiça Federal estão presos na Penitenciária Central de Cuiabá: Ademir Gregório Teles, Cairo Alexandre Teles, Fernando Carrijo de Matos, Hélcio Carneiro Melo Júnior, Lindomar Luiz Nunes, Paulo Cesar dos Santos Cardoso, Renato Buril de Lima Júnior, Robério Vieira dos Santos, Viter Paulo Ferreira de Assis, Wanderson Almeida da Silva.

As acusadas Eulane Lopes de Araújo e Neusa Lopes de Oliveira estão no Presídio Feminino Ana Maria do Couto May.

Na Casa de Prisão Provisória em Aparecida de Goiânia está recolhido Laércio Penariol. Em Mato Grosso do Sul, Uerle Gonçalves Ferreira e Vilmar Sousa dos Santos estão presos na Cadeia Pública em Brasilândia. No estado de Minas Gerais, Luiz Fernando Nogueira foi encaminhado para o Presídio Professor Jacy de Assis, e Sinovam Pedro de Freitas para a Cadeia Pública de Iturama.

Busca e apreensão - Objetos e documentos foram apreendidos nas residências de Ademir Gregório Teles, Allan Terra, Cairo Alexandre Soares, Dagmo França Lima, Eulane Lopes, Fábio Barbosa, Fernando Carrijo de Matos, Hélcio Carneiro, João Pedro de Oliveira Júnior, Lindomar Luiz Nunes, Neusa Lopes, Paulo Cesar dos SAntos Cardoso, Sinovam de Freitas, Robério Vieira, Viter Ferreira, Wanderson Almeida, Gilson de MAtos, Marcelo Dutra, Thiago de Almeida e Tonny Ferreira.












COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO