06.09.2010 | 12h38


PF apura denúncia de abastecimento de veículos para atividades eleitorais



De Barra do Garças - Ronaldo Couto

A Polícia Federal efetuou a prisão de algumas pessoas por conta de denúncia de abastecimento irregular de veículos, que supostamente estava acontecendo em Barra do Garças, no leste do estado. A denúncia foi formulada pela equipe de reportagem da Tv Serra Azul, afiliada Band, que passava pelo local e presenciou a movimentação de vários carros logo depois de uma grande carreata que houve na cidade.

Os carros estavam sendo abastecidos sem pagamento à vista e através de comandas (cupons) e nomes anotados em cadernos. Dois frentistas e seis pessoas foram detidos e encaminhados para sede da Polícia Federal. O delegado Bruno Rodrigues dos Santos preferiu não revelar no momento qual é o candidato que pagaria pelo combustível e se realmente houve alguma ilicitude nesse abastecimento.

Segundo o delegado, a PF compareceu no posto e verificou uma grande aglomeração de veículos e por isso resolveu conduzir os acusados para se explicarem na delegacia. O coordenador de um candidato a deputado federal compareceu na sede da PF com documentos, afirmando que não houve irregularidade. Segundo ele, os carros que estavam sendo abastecidos são cadastrados na campanha.

O 'abastecimento em massa' está sendo investigado pela Polícia Federal devido à suspeita de que eleitores estariam recebendo combustível para participar de uma carreata, pratica muito utilizada por candidatos. O delegado Bruno explicou que neste caso foram apreendidos alguns blocos de nota, cadernos com anotações e comandas que a PF suspeita que sejam para autorizar os abastecimentos.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO