alexametrics
27.09.2010 | 22h07


POLÍCIA

Pastor evangélico é preso por tráfico de drogas no Araguaia

MAYARA MICHELS
DA REDAÇÃO

O pastor Márcio Henrique da Silva Vieira, 24, da Igreja Evangélica "Deus é Amor", foi preso acusado de tráfico de drogas na região de Água Boa (Nordeste de Mato Grosso), na sexta-feira (24), após a Justiça decretar a preventiva.

De acordo com a Polícia Civil, o pastor utilizava o escritório da própria igreja para comercializar a droga. Ele comprava, separava a cocaína em papelotes e negociava a venda no local.

"Após uma denúncia anônima, abordamos Márcio na terça-feira [21], quando ele chegava em Ribeirão Cascalheira [900 km a Nordeste de Cuiabá], mas, ao avistar a viatura da polícia, ele fugiu para um matagal, ao lado da rodovia. No carro dele, um Escort branco, encontramos 53 gramas de cocaína e papelotes com resíduos", disse o delegado responsável pela prisão, Marco Leão.

Uma vez que o pastor já responde a um inquérito policial pelo crime de tráfico de entorpecentes, ele teve a prisão preventiva decretada. Sem saber, ele foi até a delegacia na sexta-feira para se apresentar à Polícia e tentar reaver seu veículo.

Segundo o delegado Leão, em depoimento, Márcio Vieira disse que é apenas usuário de drogas e que, na última compra, ele adquiriu R$ 1 mil em drogas para consumo próprio.

"Ele já estava sendo investigado, pois, além da comercialização dentro do escritório da igreja, ele mesmo entregava as drogas nas cidades próximas. Ninguém desconfiava porque ele dizia que iria prestar serviço nas igrejas Deus é Amor", disse o delegado.

No escritório da igreja, foram encontrados papelotes com resíduos de droga, além de embalagens para distribuição. O pastor foi preso e encaminhado para a cadeia de Água Boa.

Até o momento, não há informações de outras pessoas da igreja envolvidas no crime.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime