10.07.2019 | 17h20


TOCAIA E MORTE

Parente de servidora de VG avisou bandidos sobre dinheiro e joias em casa

"Podem ter certeza absoluta que essa pessoa será presa em um curto espaço de tempo, porque ela é tão bandida quanto os executores”, afirmou a delegada Elaine Fernandes. A assistente social foi morta com tiro no rosto


DA REDAÇÃO

A delegada titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Várzea Grande, Elaine Fernandes disse que as investigações da Polícia Judiciária Civil (PJC) apontaram que o crime de latrocínio realizado contra a servidora pública Sandra Regina de Siqueira Travaína, de 48 anos, foi cometido após familiar da vítima ter repassado informações privilegiadas sobre os objetos de valor e joias que havia na casa.

"Podem ter certeza absoluta que essa pessoa será presa em um curto espaço de tempo, porque ela é tão bandida quanto os executores”, afirmou Elaine Fernandes.

Os três envolvidos na morte da servidora foram presos pela PJC.

André Luiz Gomes (autor do disparo), vulgo “neguinho” foi preso em Cáceres (255 km de Cuiabá), no domingo (7), Jordão Rodrigues Neto, conhecido como “ni”, se apresentou à polícia, na última terça-feira (9) e Maikon Douglas Alves dos Santos, o “sujeirinha”, se entregou na DERF-VG, na manhã desta quarta-feira (10).

O trio será indiciado por associação criminosa e latrocínio consumado.

Os bandidos negaram a intenção de matar Sandra, mas todos afirmaram que foram até lá para roubar as joias que ela tinha na casa.

Eles ficaram por três horas em uma casa vizinha, que está desocupada, esperando a vítima chegar em casa.

Entenda o Caso

A servidora pública e ex-candidata a vereadora, Sandra Regina de Siqueira Travaína, 48 anos, foi morta com um tiro no pescoço, durante uma tentativa de assalto em sua casa, no bairro Nova Várzea Grande, em VG, na noite de segunda-feira (1°).

De acordo com o boletim e ocorrência, o crime aconteceu por volta de 21h45, quando a vítima chegava em casa com seu carro.

Ela foi atacada por três bandidos armados, que anunciaram o assalto ainda na garagem. Assustada, a vítima  buzinou para chamar a atenção de familiares, quando um dos bandidos atirou.

O tiro acertou o rosto e parte do pescoço de Sandra; Os bandidos fugiram do local sem levar nada. No carro estavam a filha da vítima, de 14 anos e a irmã de Sandra, que ajudaram no socorro. 











(2) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Bianca  11.07.19 09h31
Misericórdia meu Deus!!! A inveja agora está matando.

Responder

3
0
Gilston  11.07.19 07h46
QUE MUNDO ESTAMOS VIVENDO ONDE PARENTES E FAMILIARES PASSA DICA PARA BANDIDOS ROUBAR E MATAR O PRÓPRIO MEMBRO DA SUA FAMÍLIA. Na verdade o bandido está dentro de casa morando com agente. Só Jesus na causa mesmo.

Responder

3
1

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER