22.11.2010 | 12h58


POLÍCIA

Pai drogado desfere três punhaladas em filha de três anos

SILVANA RIBAS
GAZETA


Uma menina de 3 anos foi atingida por 3 golpes de punhal na perna esquerda desferidos pelo próprio pai, que estava transtornado pelo efeito de drogas. Ivonézio Andrade dos Santos, 35, protagonizou uma séria de agressões que quase acabaram em uma tragédia familiar. O primeiro alvo foi a sobrinha de 13 anos, ameaçada de morte e que ele tentou enforcar com as mãos. Foi quando a mãe dele tentou impedir a agressão que ele partiu para cima dela, derrubando-a no chão e também sufocou-a com as mãos. A mulher narrava a delegacia que achou que fosse morrer sem ar e ainda reclamava que estava com parte do corpo amortecido pelo impacto da queda.

Depois que familiares conseguiram tirá-lo de cima da mãe, Ivonézio se armou com um punhal e pegou a filha de 3 anos nos braços e depois de prensar a criança contra a grade de ferro de uma janela a esfaqueou. A criança foi encaminhada à policlínica onde recebeu atendimento médico e depois na Central de Flagrantes, no colo da mãe, acompanhava a prisão do pai. A família foi salva por vizinhos que conseguiram fazer com que Ivonézio largasse a criança, depois de receber uma paulada na cabeça.

Quando os policiais militares da Base PM do Jardim Vitória chegaram para atender a ocorrência, Ivonézio já estava sentado na calçada, e ferido. A mãe dele, I.B.A., 53, disse que o filho usa drogas desde os 12 anos e cada vez fica mais agressivo. A sobrinha T.S., 13, disse que o tio garantiu que iria matá-la. Uma das irmãs do acusado assegurou que a família realmente já tentou de tudo para afastar ele das drogas, mas garante que ele não quer. Apesar de ver o desespero da mãe com a prisão de Ivonézio, a irmã diz que só assim a família terá um pouco de paz.

Homicídios - Um homem de cerca de 20 anos foi morto a tiros na madrugada de sábado, no bairro Mappim, em Várzea Grande. Ele foi levado pelo Samu até o Pronto-socorro do município e morreu cerca de 2 horas depois. Até o final da tarde de ontem o corpo continuava sem identificação no Instituto de Medicina Legal (IML). Outro assassinato aconteceu também em Várzea Grande, no Jardim Maringá 3. Joeldes Batista Nelson, 20, foi atingido por 3 disparos, um deles na cabeça. O crime aconteceu por volta das 22h do sábado e, segundo testemunhas, o rapaz ainda tentou fugir dos 3 homens que ocupavam um veículo celta branco. Ele chegou a pular um muro, mas caiu morto.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO