15.07.2016 | 20h11


UPA DE SINOP

Paciente não consegue receita de medicamento e quebra dedo de médica

Conforme relatos da profissional, a mulher queria receber a receita sem antes passar por uma avaliação médica



Por não conseguir uma receita que possibilitaria comprar um medicamento controlado, uma paciente quebrou o dedo de uma médica que atua em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) no município de Sinop (480 Km de Cuiabá), na última quinta-feira (14). A profissional deverá passar por uma cirurgia para reparar o osso quebrado.

Conforme relatos da profissional, a mulher queria receber a receita sem antes passar por uma avaliação médica. No entanto, a médica disse que não poderia conceder o documento sem saber se realmente ela precisava do remédio e qual dosagem seria necessária. A profissional da área de saúde orientou a mulher a esperar enquanto atendia uma gestante. A paciente não gostou e a partir disso começaram as discussões.

Testemunhas disseram que para conseguir o remédio para problemas neurológicos que queria a mulher pegou uma prancheta de papel e começou a agredir a médica, deferindo vários golpes com o objeto na mão dela. Foi necessário que outros profissionais da área, além de outros pacientes intervissem no sentido de colocare um fim às agressões e discussões.

Após o ocorrido, a médica se dirigiu a uma delegacia do município e confeccionou um Boletim de Ocorrência por agressão. Já a mulher foi deslocada para outra unidade de saúde, onde aguardou na fila de espera para ser atendida e só então conseguiu a receita após passar por avaliação. 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER