alexametrics
22.12.2010 | 13h21


POLÍCIA

Operações da PM prendem 98 por tráfico e consumo de drogas

GAZETA

Noventa e oito pessoas foram presas em operações de combate ao tráfico doméstico de drogas que atingiram 45 pontos de vendas de entorpecentes nos 32 bairros de Cuiabá, policiados pelo 1º Batalhão da Polícia Militar, localizado no bairro do Porto. Ao todo foram 10 grandes operações em 2010 que localizaram drogas e fizeram prisões em 35 bocas de fumo. Mesmo não sendo uma das maiores áreas territoriais, a região em que está inserido o 1º BPM é apontada como um dos pontos mais críticos para o tráfico "formiguinha", já que concentra uma população flutuante de cerca de 400 mil pessoas em trânsito, além dos 70 mil moradores estimados.

A região concentra o centro comercial e financeiro da Capital e comporta as principais vias de acesso para Várzea Grande.

Para o tenente-coronel PM Walter Silveira dos Santos, comandante do Batalhão, pelo menos 80% dos acusados presos foram penalizados, mostrando que as operações se desenvolveram com base em investigações consistentes do Serviço de Inteligência. Segundo ele, o monitoramento dos pontos de venda de drogas parte muitas vezes de denúncias da comunidade, mas é preciso um acompanhamento detalhado para saber quem é que trafica no local. "Muitas vezes outros membros da comunidade são coagidos pelo traficante e se sentem impotentes para denunciar".

A não penalização do usuário, reconhecido pela nova lei como "doente", também dificulta a caracterização do crime. Segundo Walter, hoje os usuários são as "formiguinhas" que fomentam a distribuição das drogas. Vendem o entorpecente em troca da porção para o consumo e, quando são pegos com no máximo 3 papelotes, são liberados. Só são indiciados se no momento da prisão ficar caracterizada a venda. Na opinião do PM, é urgente a criação de centros de tratamento para estas pessoas que são usadas cada vez mais pelo tráfico.

Um dos bairros que mais se destacou em número de bocas de fumo foi o Dom Aquino, que concentrou 70% das operações, seguido pelo Areão, Lixeira, área central, Boa Esperança, São Mateus, Praeiro, Praeirinho, Porto e Baú. Além de traficantes, foram presos ladrões de bancos e o homicida Adilson Matheus Pereira Oliveira, 21, o "Nenê", que em 2009 atirou contra várias pessoas e matou uma criança no Dom Aquino.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime