09.07.2010 | 22h21


POLÍCIA

Operação fecha "bocas-de-fumo" na Grande Cuiabá



Na madrugada desta sexta-feira (9), cinco pessoas foram presas e três bocas- de-fumos fechadas. Nos três locais, foram apreendidos R$ 38.123. Esse é o resultado da Operação Syn Érgon 3 (palavra grega que significa trabalho em conjunto), de combate ao tráfico de drogas na área metropolitana de Cuiabá. Trata-se de um trabalho conjunto do Ministério Público Estadual (MPE), por meio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e a Polícia Civil.

Na boca-de-fumo no bairro Novo Paraíso I, conhecida como "Boca do Rodrigo Caramelo", apenas o pai do traficante, Antonio João Alves de Oliveira, 63, foi preso. No local, foram apreendidos um revólver calibre 38, munições, uma balança, um punhal e R$ 36 mil em dinheiro.

De acordo com o comandante da Polícia Militar, coronel Osmar Lino Farias, o irmão de Rodrigo, cujo nome não foi revelado, é arrombador de caixas eletrônicos e assaltante que opera nas "saidinhas de bancos", na Grande Cuiabá. "Prendemos apenas o pai do dono da boca que estava no local. Mas continuamos nas buscas pelo Rodrigo Caramelo e o irmão dele, que seria o dono do dinheiro apreendido", afirmou Farias.

O segundo local "estourado" foi a "Boca do Hugo", no bairro Ribeirão do Lipa. No local, foram apreendidos 50 trouxinhas de pasta-base de cocaína e R$ 1.423,00, em dinheiro. Foram presos Hugo Samuel de Carvalho Costa, 24, e a sua companheira F.S.C.,17.

No bairro Doutor Fábio I, a "Boca do Jô" foi a terceira a ser fechada. A polícia prendeu, em flagrante, Jucelina Maria da Sila, 44, e Rogério Pinheiro dos Santos, 32. Foram apreendidos R$ 700, três cigarros de maconha e uma trouxinha de pasta-base.

Balanço

Treze "bocas-de-fumos" já foram fechadas em menos de três meses, em Cuiabá, com esse trabalho da Secretaria de Segurança. A operação foi deflagrada no dia 13 de abril. A polícia já vê resultado na diminuição desse tipo de delito praticado pelo crime organizado na região.

"As bocas-de fumo existentes em Cuiabá logo serão fechadas. Estamos trabalhando para isso", afirmou o secretário de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso, Diógens Curado.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO