13.02.2011 | 12h08


POLÍCIA

Município vive caos e isolamento por causa das chuvas

SANDRA CARVALHO  12h00
ESPECIAL PARA O REPÓRTERMT

A prefeita de Colniza, Nelci Capitani, assinou decreto declarando situação anormal caracterizada como situação de emergência em área do município afetada pelas chuvas intensas dos últimos dias, prejudicando o tráfego nas principais rodovias de acesso à cidade.


Na cidade, a chuva provocou a elevação repentina do nível de diversos rios e córregos que cortam o município e resultou em transbordamento dos leitos, inundações e destruição de diversas pontes e bueiros e também provocou a interdição de algumas das estradas de acesso à cidade, tornando intransitável a rodovia MT-418, no trecho entre Colniza e Aripuanã e a MT-206, nos trechos entre Colniza e Cotriguaçu e Colniza e os distritos de Guariba e Três Fronteiras, este na divisa com Rondônia e Amazonas.

Sob o temor de novas chuvas e elevação dos leitos dos rios nos próximos dias e o risco iminente de ocorrência de surto de malária, dengue ou leptospirose, a prefeita decidiu declarar a existência “de situação anormal provocada por desastre de enchentes e inundações graduais, pelo prazo de 90 dias e caracterizada como situação de emergência”.

O decreto destaca em parágrafo único que a situação de anormalidade é válida apenas para as áreas do município de Colniza correspondentes às rodovias MT-206 e MT-418.

O decreto também fixa o prazo máximo de sua vigência, que pode ser prorrogado por até 180 dias em caso de necessidade emergencial. (Cleomar Diesel)











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO