20.08.2019 | 16h00


TIROS E GOLPE DE FACÃO

Idoso preso diz que é casado e matou namorada em legítima defesa

José de Carvalho, 71 anos, matou Magna Alves, de 31 com dois tiros e um golpe de facão no rosto. Ele arrastou a mulher ainda viva para a rua e passou por cima com uma Hilux


DA REDAÇÃO

Investigações da Polícia Civil revelaram que Magna Alves Gabriel, de 31 anos, era amante do idoso José de Carvalho, 71 anos, há cerca de dois anos. Ela foi brutalmente assassinada por ele com tiros, golpe de facão no rosto, arrastada para a rua e atropelada, no último domingo (18), em Primavera do Leste (231 km de Cuiabá).

José se entregou na delegacia da cidade 18 horas após o crime. Em seu depoimento, alegou que foi ameaçado pela vítima e agiu em legítima defesa. O idoso também confessou que é casado com outra mulher, mas que há dois anos vivia uma relação extraconjugal com a vítima.

Carvalho também afirmou estar doente e que não conseguia mais fazer sexo com Magna, 32 anos mais jovem. Tal fato teria motivado várias brigas entre o casal nos últimos dias.

A versão apresentada pelo assassino é investigada pela Polícia Civil.

Conforme depoimento, vítima foi até a residência do idoso no dia do crime, onde houve uma discussão. Ele atirou duas vezes na barriga da mulher. Em seguida, arrastou a vítima para fora da casa e utilizou um facão para golpear a cabeça dela.

Não satisfeito, o idoso ainda atropelou a vítima no momento em que fugia em sua caminhonete Toyota Hilux. Magna chegou a ser socorrida, porém, não resistiu aos ferimentos e morreu no Pronto Atendimento.

Diante das evidências, o delegado Pablo Borges Rigo representou pela prisão preventiva do suspeito, que foi prontamente expedida pela Justiça.

Quando o autor do crime se apresentou na Delegacia de Primavera, por volta das 17 horas de segunda-feira (19), já estava com a ordem de prisão decretada.











(1) COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Fenix  20.08.19 21h03
Trecho do texto no site: " Ela foi brutalmente assassinada por ele com tiros, golpe de facão no rosto, arrastada para a rua e atropelada". TIROS, GOLPE DE FACÃO, ATROPELADA, me convenca de que a morte dessa noca foi legitima defesa. AS CARACTERISTICAS ESTA LATENTE DE QUE ELA NAO QUERIA ESSE SUJEITO E ELE COM ÓDIO ASSASSINOU ELA DE FORMA FRIA E CALCULISTA. CRER NESSA CONFISSÃO É FECHAR OS OLHOS PARA TANTOS FEMINICIDIOS QUE ACONTECEM EM MT E QUE NA MAIORIA DAS VEZES FICAM ABAFADOS JUSTAMENTE POR DAR CREDITO A CONFISSÕES EIVADAS DE MENTIRAS.

Responder

0
0

INFORME PUBLICITÁRIO

TV REPÓRTER