21.01.2020 | 19h25


FORA DE CONTROLE

Mulher invade posto de combustível e ataca gerente com frasco de pimenta, tapas e socos

A ocorrência foi registrada na manhã desta terça-feira (21) no bairro Popular, próximo à Praça 8 de Abril, na Capital. Não há informações sobre o que motivou a agressão.



Uma mulher foi presa na manhã desta terça-feira (21) após invadir um posto de combustíveis e atacar o gerente com um frasco de pimenta, com tapas e socos, além de fazer ameaças, região do bairro Popular, próximo à Praça 8 de Abril, em Cuiabá.

A Polícia Militar (PM) foi acionada e prendeu a mulher em flagrante, que ainda estava muito nervosa e alterada psicologicamente, sendo preciso ser algemada por risco de fuga.

Aos militares, o gerente contou que a acusada chegou ao estabelecimento ‘extremamente agressiva’ e começou a agredi-lo.

Não há informações no boletim de ocorrência sobre os motivos que a mulher teria para agredir a vítima. Ou ainda, se os dois já se conheciam e teriam algum tipo de desavença.

A ocorrência foi registrada por crime de agressão e ameaça.

A mulher foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil, onde foi ouvida pelo delegado de plantão e ficou detida aguardando os procedimentos cabíveis ao caso.

Outro caso

Uma mulher, nome e idade não divulgados, foi espancada pelo marido na frente dos três filhos, de 3, 6 e 8 anos, no último sábado (18) em casa, numa chácara localizada no bairro 1° de Março, em Várzea Grande, de onde foi socorrida desmaiada após sofrer convulsões, devido às pancadas na cabeça e com o nariz quebrado.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) foi acionado para prestar os primeiros socorros e encaminhar a paciente ao Pronto-Socorro Municipal (PSM) devido à gravidade do estado de saúde da vítima.

A Polícia Militar (PM) foi acionada, mas quando os policiais chegaram ao endereço o agressor já havia foragido.

Segundo o boletim de ocorrência, a testemunha, que é irmã da vítima, soube das agressões após um dos sobrinhos ligar para ela e contar que a mãe estava desmaiada dentro de casa após apanhar do marido. 

Não ha informações sobre a causa das agressões, já que o acusado não foi encontrado e a mulher socorrida inconsciente.

A PM, após ouvir as testemunhas, saiu em rondas pela região, mas não encontrou o acusado.

 

A ocorrência foi registrada por crime de tentativa de feminicídio e encaminhada à Delegacia de Defesa dos Direitos da Mulher, que investiga o caso e faz buscas pelo agressor.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO