16.01.2020 | 09h10


POLÍCIA / LAÇOS DE FAMÍLIA

Mulher chama PM e mente que foi espancada pelo ex-marido

Uma testemunha disse que a versão da denunciante é mentirosa, e que ela chegou ao local causando confusão e destruindo objetos


DA REDAÇÃO

Uma mulher denunciou o ex-marido por agressão, na noite de quarta-feira (15), no bairro Residencial Paiaguás II, em Rondonópolis (212 km Capital).  Aos policiais militares, ela alegou que foi até a casa do ex para buscar o celular do filho, e que o suposto agressor se recusou a entregar, dando inicio a uma discussão.

A mulher não queria deixar a residência, por afirmar que a casa também é dela, e chamou a Polícia Militar (PM).

Ela teria sido empurrada, agredida, teve uma unha quebrada, e lesão no nervo ciático. No entanto, ainda no local ela foi desmentida por uma testemunha, que informou a situação foi oposta.

A versão dada pela testemunha é de que ela chegou à casa do ex-marido, em um Uber, por volta das 19h30.  Assim que desembarcou, ela teria começado a riscar o carro do ex, que estava estacionado na porta da residência.

Em seguida, ela entrou na casa e quebrou uma televisão. Na versão da denunciante, ela teria sido empurrada e caiu sobre a televisão que veio a quebrar.

De acordo com a ocorrência, a testemunha afirmou ter visto toda a situação e que em nenhum momento o homem agrediu a mulher.  

Além disso, o ex-marido da denunciante tem um boletim já registrado contra ela, por medo de situação semelhante ocorresse.

O casal se separou há quatro meses e desde então tem problemas para se entender.

Diante dos fatos, o ex-casal e a testemunha foram encaminhados para 1° Delegacia de Polícia.

 











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO