01.07.2020 | 19h27


POLÍCIA / AMEAÇADA E AGREDIDA

Mulher afirma que sofreu aborto após ser empurrada por vizinho

O fato teria acontecido no mês de maio, no entanto, a vítima procurou a delegacia nessa terça-feira (30) para fazer a denúncia


DA REDAÇÃO

Uma jovem de 18 anos, nome não divulgado, afirma que sofreu um aborto espontâneo no terceiro mês de gestação e responsabiliza um vizinho, com quem teria tido uma briga em casa, no bairro Santa Maria, em Sorriso (420 km da Capital). Segundo a denúncia, o vozinho teria invadido a casa armado com uma faca, feito ameaças e agredido a grávida com um empurrão.

O fato teria acontecido no mês de maio, porém, a jovem só fez a denúncia nessa terça-feira (30), na delegacia do município.

De acordo com o relato da vítima, ela estava em casa quando o vizinho invadiu a residência, muito nervoso, segurando uma faca e xingando a grávida. Durante a discussão, o homem teria empurrado a mulher, quando ela caiu e a vítima acredita que essa queda provou o aborto. No boletim de ocorrência não consta o motivo da briga.

A vítima ainda relatou as características físicas do acusado e passou o endereço dele para que os policiais pudessem o localizar.

O fato foi registrado na unidade policial e agora o acusado deverá ser intimado na delegacia para prestar esclarecimentos sobre o caso, que segue em investigação pela Polícia Civil.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

Matéria(s) relacionada(s):

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO