alexametrics
18.11.2010 | 14h32


POLÍCIA

MT registra quase 43 mil casos de dengue; 53 pessoas já morreram

MIRO FERRAZ
DA REDAÇÃO

Desde o começo do ano, Mato Grosso já registrou 42.787 casos de dengue. 910 casos graves e 53 mortes. Os números fazem parte do balanço divulgado na manhã desta quinta-feira (18), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT). 

Na Capital, quatro mortes foram confirmadas e outras cinco são investigadas. Várzea Grande e Primavera tiveram quatro mortes também. Já em Sinop o número de mortes chega a nove.

A SES pede que a população redobre os cuidados durante o período de chuvas para evitar mais proliferação do mosquito causador da doença. Mato Grosso é considerado área endêmica e a colaboração da população é fundamental.

Veja exemplos: Manter a caixa d"água, ou recipientes que possam acumular água tampados e limpos. Não deixar água da chuva formar poça. Preencher bordas de vasos de plantas com areia e evitar acúmulo de lixo e garafas vazias. Se for o caso, as mesmas devem estar de boca para baixo.

O mosquito: A dengue é transmitida pelo Aedes Aegypti, o mesmo da febre amarela.  É um inseto encontrado principalmente em locais de grande concentração humana. Vive dentro das casas, alimentando-se da seiva das plantas. Somente a fêmea transmite a doença. Isso ocorre quando ela pica a pessoa em busca de sangue para amadurecer os ovos. Ela ataca durante o dia, principalmente ao amanhecer e no final da tarde.

Em média, cada A. aegypti vive em torno de 30 dias e a fêmea chega a colocar entre 150 e 200 ovos de cada vez. Uma vez com o vírus da dengue, torna-se um vetor permanente da doença e pode transmitir a doença para suas crias.

Os ovos não são postos na água, e sim milímetros acima de sua superfície, principalmente em recipientes artificiais. Quando chove, o nível da água sobe, entra em contato com os ovos que eclodem em pouco mais de 30 minutos. Em um período que varia entre cinco e sete dias, a larva passa por quatro fases até dar origem a um novo mosquito.











COMENTÁRIOS

Preencha o formulário e seja o primeiro a comentar esta notícia

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do Repórter MT. Clique aqui para denunciar um comentário.

TV REPÓRTER

INFORME PUBLICITÁRIO

Bebe Prime